header top bar

section content

PM que pediu para transar com filha de 14 anos da amante é afastado e diz que queria acabar romance

O policial também foi ouvido na Delegacia da Mulher pela delegada Yvna Cordeiro e reforçou as declarações prestadas à Polícia Militar. Confira aqui!

Por

30/09/2015 às 17h43

Policial é ouvido na cidade de Sousa

O policial militar, residente na cidade de Lavras da Mangabeira, estado do Ceará e lotado no 14º Batalhão na cidade de Sousa, acusado numa conversa do Whatsapp com conotação sexual com uma mulher sousense, que de acordo com as mensagens, pretendia dopar e estuprar uma adolescente de 14 anos, filha da amante como prova de amor, se apresentou nesta quarta-feira (30) acompanhado de advogado na Corregedoria da Polícia.

*Policial pede prova de amor para amante e diz: “quero transar com sua filha de 14 anos"; polícia divulga nota

O policial, que é casado no estado do Ceará foi ouvido e durante o interrogatório revelou que estava tentando por fim ao relacionamento com a amante e numa atitude desesperada de sua parte, criou a história com intuito da mãe da adolescente sentir nojo, raiva e repúdio dele e como consequência acabar o romance.

Após ser ouvido, o policial foi afastado de suas funções até o fim das investigações. Ele também foi ouvido na Delegacia da Mulher pela delegada Yvna Cordeiro e reforçou as declarações prestadas à Polícia Militar. 

DIÁRIO DO SERTÃO com Levi Dantas e Sertão Informado

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula