header top bar

section content

Vereador da região de Cajazeiras e mais três pessoas do Sertão são feitas reféns em assalto a banco

“Deixaram o carro o tempo todo funcionando. Pedi para retirar as malas do carro e eles deixaram”. Contou o vereador ainda aflito

Por

16/09/2015 às 08h20

 

O presidente da Câmara de Vereadores de Uiraúna, Joaquim Marcelino de Lira (Neto de Maro) contou nesta quarta-feira (16), a aflição que passou nesta madrugada, quando viajava para João Pessoa. Ele viajava num veículo de cor branca, conduzido por seu motorista e estava na companhia de duas passageiras, quando foi interceptado por quatros bandidos armados. 

A interceptação ocorreu no Centro de Soledade, pois os acusados tinham acabado de explodir a agência do Bradesco. Eles tomaram o carro do vereador e levaram as duas mulheres como reféns e em seguida foram explodir o Banco do Brasil.

Ele contou que estava no banco traseiro do carro e também ficou como refém dos assaltantes, além do motorista e outras pessoas que passavam pelo local.

  

Neto de Maro teve o carro levado pelos assaltantes, mas o vereador agradeceu por sair vivo e sem nenhum ferimento. “Deixaram o carro o tempo todo funcionando. Pedi para retirar as malas do carro e eles deixaram”.

 

O vereador solicitou outro veículo da cidade de Uiraúna e seguiu viagem para a capital. Ele ainda prestou queixa à polícia e espera que o carro seja recuperado.

Ouça áudio da Rádio Difusora!

DIÁRIO DO SERTÃO com fotos do Cofemac

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula