header top bar

section content

Preso albergado é assassinado com tiros de espingarda 12 após sair da cadeia em Sousa

O delegado prestou entrevista à reportagem do Diário do Sertão e afirmou que a vítima já tem passagem pela polícia pelo crime de homicídio

Por

10/08/2015 às 08h02

Foi realizada perícia no local do crime na cidade de Sousa (Foto: Charley Garrido)

Um crime de homicídio foi registrado por volta das 5h desta segunda-feira (10) próximo ao Posto de Combustíveis Chabocão, às margens da BR 230 em Sousa. O albergado Jorge Luiz Moreira Dantas, mais conhecido como “Jorjão”, de 35 anos, foi morto com dois tiros de espingarda calibre 12 após sair do Albergue.

De acordo com informações da Polícia Militar, o irmão de Jorjão foi buscá-lo na casa prisional e os dois seguiam para casa quando um carro de cor preta abordou a moto e um criminoso efetuou disparos contra o albergado que estava na garupa da moto e foi atingido com dois tiros nas costas e morreu no local.

 

Os agentes do Instituto de Polícia Científica (IPC) realizaram perícia no local do assassinato. O delegado plantonista Vicente Honório encaminhou o corpo para o Instituto Médico Legal (IML) em Patos para realização do exame cadavérico.

O delegado prestou entrevista à reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão e afirmou que a vítima já tem passagem pela polícia pelo crime de homicídio. “Vamos investigar para chegar a um denominador comum, Jorjão estava cumprindo pena por homicídio, porém nós ainda não sabemos se esse delito tem alguma relação com o homicídio”, afirmou.

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO 

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula