header top bar

section content

Vídeo: Acusados contam detalhes do crime que vitimou filha de sargento em Cajazeiras

O delegado disse que a vítima teria estado em uma boca de fumo atrás de droga, na madrugada da sexta-feira.

Por

08/08/2015 às 14h42

Os dois suspeitos de envolvimento no assassinato da jovem Michele Amorim, 26 anos conversaram com a reportagem da TV Diário do Sertão e negaram o crime ocorrido na madrugada dessa sexta-feira (07) em Cajazeiras

Veja também!

Acusados de assassinar filha de sargento da PM a pauladas são presos em Cajazeiras

José de Sousa da Silva, conhecido como Pezão disse que era companheiro de Michele e que jamais mataria sua mulher. Ele acusa o Igor Ramos, conhecido como Quebrado pelo crime.

“Ela estava em casa comigo e saiu atrás de droga. Pedi para ela ficar, mas ninguém segurava Michele”, disse Pezão alegando que a vítima estava bêbada quando saiu da sua residência.

Por outro lado, Quebrado afirmou ser inocente e disse que vai provar que não cometeu o crime.

Pezão que se diz companheiro de Michele, pediu ajuda ao pai da vítima para sair da cadeia. “Ele gosta de mim, sabe que eu queria o bem da filha dele”, disse.

O delegado responsável pelo caso, Elsênio Leite disse que tudo indica que a vítima teria estado em uma boca de fumo atrás de droga, na madrugada da sexta-feira.

Ele informou que existem indícios de luta corporal entre um dos acusados e a vítima. “Estamos solicitando exames periciais que vão verificar o material genético na vítima e nos acusados para certeza de quem cometeu o crime”, disse.

Os suspeitos foram encaminhados para o Presídio de Cajazeiras onde aguardarão a decisão da justiça.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula