header top bar

section content

Sobrevivente de estupro coletivo no Ceará relata agressão; uma delas morreu

Cinco suspeitos de envolvimento no crime foram reconhecidos e presos na madrugada desta sexta-feira (3)

Por

03/07/2015 às 15h00

Sobrevivente de estupro coletivo no Ceará relata agressão (Foto reprodução TV Verdes Mares)

A adolescente que sobreviveu ao ataque de estupradores em Capistrano, no interior do Ceará, relatou nesta sexta-feira (3) as agressões sofridas por ela e a amiga, Luciana Alves de Brito, de 17 anos, que morreu após o abuso sexual.

Luciana foi agredida a pauladas e jogada em um poço, onde foi encontrada morta, segundo a Polícia Militar.

Em entrevista à TV Verdes Mares, a jovem contou que não imaginava que ela e a amiga seriam agredidas quando aceitaram o convite dos suspeitos para sair. 

"Fui abusada por três. Nós tentamos fugir, e ele tacou o pau e eu caí. Aí, começou a judiar de nós tacando cinto em mim e nela, aí tacou tijolo nela e empurrou ela dentro da coisa [um poço, onde a vítima foi localizada]", relatou a jovem que sobreviveu ao ataque.

Prisões
Cinco suspeitos de envolvimento no crime foram reconhecidos e presos na madrugada desta sexta-feira (3). Segundo a polícia, são dois adultos e três adolescentes.

O crime ocorreu na última quarta-feira (1º). De acordo com a Polícia Militar, as adolescentes são de Baturité e teriam sido convidadas pelo grupo de cinco homens para um passeio. O estupro ocorreu em um terreno na localidade de Pedreira, próximo ao centro de Capistrano.

Segundo o comandante do destacamento da Polícia Militar de Capistrano, Francisco Carmo, os suspeitos estavam bebendo em um trilho que passa dentro da cidade e convidaram as adolescentes para beber com eles.

"Eles começaram a beber, usar drogas, segundo ela, e de lá foram para um local ermo, de difícil acesso. Chegando lá quiseram fazer sexo com elas, e uma não quis. Depois eles entraram em conflito e resolveram matar a garota a pauladas”, disse Carmo.

Em depoimento à polícia, a adolescente que sobreviveu ao ataque disse que Luciana não conseguiu fugir.

Na quarta à noite, os policiais foram ao local onde teria ocorrido o crime e não encontraram vestígios da adolescente. Na manhã da quinta, moradores da região encontraram a vítima morta dentro de um poço e informaram à polícia.

A adolescente que fugiu dos estupradores já recebeu alta do hospital e foi levada de volta para Baturité.

G1

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!

ENTREVISTA

VÍDEO: Artista sousense que impressionou o público com suas pinturas fala sobre sua obra e trajetória