header top bar

section content

MPPB vai apurar exposição de presos em ‘desfile’ após morte de policial; promotor quer identificar policiais

Prisão de suspeitos de matarem policial militar foi realizada no mesmo dia do crime. No sábado (6), polícia apresentou o grupo em carro aberto pelas ruas

Por

09/06/2015 às 09h21

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) – através do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial (Ncap) – instaurou, nesta segunda-feira (8), procedimento preparatório para apurar, junto com as Promotorias de Justiça Criminais e de Defesa da Criança e do Adolescente de Patos, as circunstâncias que levaram à prisão de três pessoas, à apreensão de dois adolescentes e à morte de dois homens, após o assassinato de um policial em Patos, no Sertão da Paraíba.

Os sete são suspeitos de participar do latrocínio (roubo seguido de morte), que vitimou o policial militar Ubirajara Moreira Dias, na madrugada do sábado (6), em um posto de combustíveis da cidade.

Os promotores de Justiça vão requerer os relatórios das ocorrências policiais sobre o latrocínio que vitimou o PM, sobre a prisão dos suspeitos e a morte dos dois envolvidos no crime, além de cópias dos autos de prisão em flagrante para apurar o que aconteceu e identificar os policiais envolvidos nos fatos.

O Ministério Público estadual tem 90 dias para concluir as diligências.

Veja também:

Policial militar morto por assaltantes recebeu homenagens e aplausos durante cortejo

DIÁRIO DO SERTÃO com Portal Correio

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada