header top bar

section content

MPPB vai apurar exposição de presos em ‘desfile’ após morte de policial; promotor quer identificar policiais

Prisão de suspeitos de matarem policial militar foi realizada no mesmo dia do crime. No sábado (6), polícia apresentou o grupo em carro aberto pelas ruas

Por

09/06/2015 às 09h21

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) – através do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial (Ncap) – instaurou, nesta segunda-feira (8), procedimento preparatório para apurar, junto com as Promotorias de Justiça Criminais e de Defesa da Criança e do Adolescente de Patos, as circunstâncias que levaram à prisão de três pessoas, à apreensão de dois adolescentes e à morte de dois homens, após o assassinato de um policial em Patos, no Sertão da Paraíba.

Os sete são suspeitos de participar do latrocínio (roubo seguido de morte), que vitimou o policial militar Ubirajara Moreira Dias, na madrugada do sábado (6), em um posto de combustíveis da cidade.

Os promotores de Justiça vão requerer os relatórios das ocorrências policiais sobre o latrocínio que vitimou o PM, sobre a prisão dos suspeitos e a morte dos dois envolvidos no crime, além de cópias dos autos de prisão em flagrante para apurar o que aconteceu e identificar os policiais envolvidos nos fatos.

O Ministério Público estadual tem 90 dias para concluir as diligências.

Veja também:

Policial militar morto por assaltantes recebeu homenagens e aplausos durante cortejo

DIÁRIO DO SERTÃO com Portal Correio

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan