header top bar

section content

Há quase um ano sem desvendar assassinato da filha, mãe de adolescente chora e faz apelo dramático

A mãe declarou que teve muito apoio do governador Ricardo Coutinho, mas fica triste porque não foi desvendado o crime que vitimou sua filha de 17 anos

Por

13/04/2015 às 18h38

Katherine Galdino foi morta na BR 230

Há quase um ano da morte da adolescente Katherine Galdino, de 17 anos, a mãe da menor, a dona de casa, Silvânia Galdino procurou a reportagem da TV Diário do Sertão nesta segunda-feira (14), para apelar por justiça.

A jovem que é natural de Bonito de Santa Fé, região de Cajazeiras foi arremessada do carro em movimento em 21 de abril, passou 22 dias internada, mas não resistiu e faleceu em 13 de maio.

Silvânia Galdino informou que o caso da jovem está parado, pois três delegadas já assumiram o caso e não houve andamento. “Está muito parado ainda”

A mãe declarou que teve muito apoio do governador Ricardo Coutinho, mas fica triste porque não foi desvendado o crime.

A mulher relatou muito emocionada que sofre muito com a partida prematura de Katherine Galdino. “Minha filha saiu para comprar uma passagem para voltar pra casa e infelizmente não deu para chegar ao seu destino”.

Ela disse que viaja sempre a João Pessoa para acompanhar o caso, mas as autoridades alegam ser um grande mistério. “Quero que o culpado seja punido por isso”.

Veja mais:

► Jovem da região de Cajazeiras morre após 22 dias internada no Trauma de João Pessoa​

► Sepultamento da jovem arremessada de um carro comove toda população na região de Cajazeiras

► Região de CZ: Mãe de jovem de 17 anos pede justiça para caso da filha morta. Veja vídeo!​

A mãe da jovem apelou para o secretário de Segurança Pública da Paraíba ter mais atenção ao caso da sertaneja e informou ter provas que a placa do carro é conhecida pela polícia. 

“Não tenho medo de dizer nada porque se morrer hoje ou amanhã não faz diferença depois que perdi minha filha, que era um pedaço de mim”. Disse emocionada

Silvânia Galdino revelou chorando que a filha não foi violentada, mas é doloroso saber que a adolescente morreu de forma trágica. “Quero saber realmente o que aconteceu para aliviar meu coração”

Entenda
Katherine Galdino foi encontrada pelo condutor do Samu, Washington Alencar Gomes à margens da BR 230, em João Pessoa e socorrida para o Hospital de Trauma, após ser arremessada de um carro em movimento e em alta velocidade.

O condutor do Samu disse que encontrou Khaterine Galdino em estado gravíssimo e uma moto ia atropelando-a, mas conseguiu parar e parar a ambulância que vinha logo em seguida. Embora, não existam evidências de quem cometeu o crime com a adolescente, há testemunhas que viu o carro responsável pelo crime, trata-se de um Celta de cor preta. 

Segundo informações da família de Khaterine, a adolescente teria ido passar o final de semana na casa de uma amiga em Cabedelo e, por volta das 19h, teria pego um alternativo para ir até a rodoviária comprar sua passagem de volta para casa.

No caminho, Khatherine passou informações para sua amiga, via Whatsapp, dizendo que havia pego um alternativo estranho e que estaria com medo. Sua amiga pediu que ela parasse o carro e descesse, mas obteve como resposta da adolescente que ela achava que era impressão, mas continuou enviando carinhas de espanto e terror.

Acompanhe o apelo dramático da mãe de Khatherine a TV Diário do Sertão

DIÁRIO DO SERTÃO

 
 

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires