header top bar

section content

Mãe de jovem queimado vivo em Cajazeiras fala pela primeira vez após morte do filho

Chorando muito, a mãe de Roberto dos Santos pede forças a Deus e a Nossa Senhora para se conformar com a morte do filho.

Por

12/04/2015 às 20h00

Mãe de Roberto pede forças a Deus. Assista!

A mãe de jovem Roberto dos Santos Pereira, 32 anos, que foi assassinado com golpes de faca e teve seu corpo totalmente queimado em Cajazeiras no último sábado (04) falou pela primeira vez sobre o caso trágico que tirou a vida do seu filho.

Em vídeo cedido pela família, a mãe de Roberto dos Santos que ficou internada vários dias após saber da morte do filho disse não acreditar em assassinato, pois o jovem era um filho muito bom e não tinha inimigos. “Foi um acidente. Não foi ninguém que fez mal a ele não porque era um menino muito bom”.

Chorando, a mulher revelou que chora dia e noite nesses nove dias que seu filho faleceu. “Ele não tinha uma falta. Choro de muitas saudades porque ele foi a uma viagem que não tem volta”.

Inconformada, a mãe disse que acredita que Deus levou Roberto para morar junto com ele, pois se tratava de uma pessoa muito boa e ninguém teria coragem de fazer mal para o jovem. “Acredito que foi ele que caiu e não levantou mais”.

Ela lamentou ainda não ter se despedido do filho, pois ao chegar de viagem o corpo de Roberto dos Santos havia sido levado para o IML e no dia do sepultamento estava internada.

Veja também: 

► Parentes e amigos prestam homenagem ao jovem assassinado e queimado em CZ. Fotos!

► Irmão do jovem queimado vivo em Cajazeiras chora, conta revolta da família e revela que mãe sonhou com morte do filho

► População protesta em Cajazeiras e pede justiça por morte cruel; “Ele fez churrasco do meu irmão”

► Assassinato CZ: Advogada de defesa sofre agressão e OAB repreende: Não é criminosa

Entenda
Ricardo dos Santos, único irmão da vítima explicou que a mãe, que morava com o irmão em Cajazeiras estava passando um tempo com ele na cidade de Mossoró, Rio Grande do Norte (RN), para tratar de problemas de saúde.

Ele revelou também, que um dia antes do crime, a mãe teve um pesadelo e confessou: “Meu filho, vai acontecer alguma coisa com Roberto. ‘Sonhei com ele com braços e pernas enfaixados”.

Fugiu
O acusado de assassinar o jovem, o seu colega de trabalho, Eder Henrique Maceno Marques (Henrique de Amâncio), se apresentou à Polícia Civil de Cajazeiras nessa segunda-feira (06) e foi liberado. A Justiça decretou a prisão do acusado, mas ele foragiu e ainda não foi localizado.

Assista depoimento da mãe de Roberto dos Santos!

DIÁRIO DO SERTÃO

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview