header top bar

section content

Delegada revela que mulheres agredidas ainda temem denunciar os “Super-heróis”

A delegada falou ainda que é necessário que a vítima agredida compareça à delegacia para denunciar o suspeito em caso de violência

Por

24/03/2015 às 11h08

Patrícia Forny, delegada seccional de Cajazeiras (Foto: Diário do Sertão)

O mês de março é o mês da mulher, porém muitas delas não encontra motivos para comemorar, pois vivem sendo vítimas das agressões. A reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão, entrevistou nessa terça-feira (24) a delegada da Delegacia Especializada da Mulher, Patrícia Forny, que falou sobre os casos de violência contra a mulher na cidade de Sousa.

De acordo com a delegada, os principais casos de agressão, estão relacionados aos problemas amorosos entre o casal. Os casos de filhos agredindo as mães também são registrados na delegacia.

“Existem mulheres que chegam aqui agredidas, com olho roxo, boca cortada, vítimas do cúmulo da violência. Muitas vezes, o agressor ameaça matar a companheira caso ela denuncie na polícia”, disse.

A delegada falou ainda que é necessário que a vítima agredida compareça à delegacia para denunciar o suspeito em caso de violência. “O grande desafio é trazer essa vítima para dentro da delegacia, é preciso que a mulher acredite que o agressor não é um super-herói, e ele pode ser denunciado e preso”, destacou.

Assista entrevista a TV Diário do Sertão

​DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!