header top bar

section content

Policiais são presos dentro de delegacia suspeitos extorção e tráfico; Ex-delegado de CZ é afastado

Uma sindicância foi aberta e o caso está sendo investigado pela Corregedoria de Segurança Pública que determinou o afastamento

Por

18/03/2015 às 17h00

Delegacias registram 161 procedimentos instaurados no carnaval (Foto: Ilustrativa)

Os investigadores Eduardo André de Lima, Luis Otávio Negromonte e Jetro Xavier da Costa Lopes, da Polícia Civil da Paraíba, lotados na Delegacia Seccional de Catolé do Rocha, foram presos suspeitos de extorsão e tráfico de drogas, nessa terça-feira (17).  O delegado Allan Terruel preside o inquérito e representou pela prisão temporária dos envolvidos, que foi deferida pelo Poder Judiciário.

O delegado Seccional da cidade, Gilson Teles, que já coordenou a Polícia Civil de Cajazeiras foi exonerado do cargo, por determinação do secretário de Segurança Pública do estado, Claudio Lima, até que seja concluído o processo de investigação. – Nesta quarta-feira (18), uma portaria da Delegacia Geral dispensou o delegado Gilson Teles da titularidade da 18ª Delegacia Seccional de Catolé do Rocha. João Alves esclareceu que a decisão tem caráter administrativo e atende à necessidade da gestão de pessoal na região. Um novo delegado seccional será designado nos próximos dias

A prisão dos policiais aconteceu dentro da delegacia e os suspeitos foram encaminhados até a Central de Polícia de Campina Grande, onde permanecerão por 30 dias. Uma sindicância foi aberta e o caso está sendo investigado pela Corregedoria de Segurança Pública da Paraíba que determinou o afastamento dos policiais civis do cargo.

Oficial
Segundo a Assessoria do Governo do Estado, a Delegacia Geral de Polícia Civil da Paraíba determinou que o Grupo de Operações Especiais (GOE) da instituição é responsável pela investigação que apura a possível prática de abuso de autoridade, extorsão e tráfico de drogas por parte dos três policiais civis no Sertão do Estado. 

“A decisão foi tomada visto à gravidade da denúncia, feita por um comerciante local, que é preso do regime semiaberto, e procurou a Polícia Militar, sendo encaminhado à delegacia para falar que estava sendo extorquido. Segundo ele, em Catolé do Rocha, foi abordado por policiais que estavam com uma quantidade de maconha e teriam exigido R$ 150 mil para que não imputassem a ele a posse da droga. Nesse momento, os três policiais civis foram reconhecidos como autores do fato, na própria delegacia”, explicou João Alves, delegado geral de Polícia Civil.

“A vítima chegou na delegacia acompanhada de policiais militares e relatou detalhes de como ocorreria a extorsão. Quando o empresário – que também cumpre pena no regime semiaberto –  prestava depoimento,  reconheceu de imediato os três agentes, que estavam no local. O delegado Gilson Teles não quis fazer o flagrante, mas outro delegado que estava na hora ouviu o empresário e deu voz de prisão aos três agentes”, falou o corregedor.

Ainda de acordo com ele, a prisão foi pautada em uma investigação criteriosa, em testemunhos e também em indícios materiais. “É muito difícil realizar um trabalho como esse, iniciando as investigações e prendendo integrantes da nossa instituição. No entanto, foi uma ação necessária e demonstra uma evolução da Polícia Civil, que passou a cortar na própria carne e não tolerar qualquer tipo de notícia desse tipo envolvendo seus servidores”, completou o delegado Allan Térruel.

DIÁRIO DO SERTÃO 

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan