header top bar

section content

12 detentos são acusados de matar colega com vários golpes em presídio no Sertão

De acordo com o diretor do presídio de Patos, José Erivaldo, o detento tinha um bom convívio com os outros presos

Por

27/02/2015 às 18h33

A Polícia Civil da cidade de Patos identificou nessa quinta-feira (26), doze presidiários acusados de participar de um crime de morte dentro do presídio Procurador Romero Nóbrega, na cidade de Patos, Sertão da Paraíba.

Esvaldo Ferreira Chaves, de 40 anos, foi encontrado morto nessa quarta-feira (25) em uma das celas do presídio Procurador com perfurações em várias partes do corpo.   

De acordo com o diretor do presídio de Patos, José Erivaldo, o detento tinha um bom convívio com os outros presos. "Ele não fazia parte dos presos que viviam em celas separadas. Tinha livre circulação como outros detentos durante o dia e foi morto em uma cela que não era a dele", afirmou.

O homem foi encontrado por volta das 14h. O diretor acredita que espetos foram usados no crime. O detento foi transferido de um presídio de Campina Grande para Patos em novembro de 2014 condenado por homicídio.   

Resposta
O caso foi encaminhado para a Delegacia de Homicídios da cidade, e o delegado Diego Beltrão deu uma resposta rápida a sociedade identificando e prendendo em flagrante doze companheiros do presidiário.

Segundo informações do delegado, os acusados foram identificados através das imagens do circuito de segurança do presídio sertanejo.

    

    

    

    

Os acusados são: Digo Júnior Alves da Silva, Márcio Paulo Ferreira da Silva, Dallisson Maceda Farias, Leandro Henrique da Silva, Daniel Clementino Pascal, Cristiano Nóbrega da Cruz, José Nildo Correia de Araújo, Cicero Ferreira Barbalho, João Paulo de Sousa, Edigleide Abreu da Silva, Emerson Oliveira da Silva e Cláudio José Monteiro César.

DIÁRIO DO SERTÃO

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis