header top bar

section content

Universitário cajazeirense morre vítima de raio; Jovem teve a cabeça queimada. Veja!

Nessa quinta (19), o diretor do Campus, Antonio Fernandes acompanhou o estudante no HRC e pediu orações. Confira aqui!

Por

20/02/2015 às 12h28

Ricardo faleceu no hospital de Cajazeiras

O estudante do curso de Enfermagem da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Campus de Cajazeiras, Ricardo Dias Cavalcanti, de 22 anos faleceu nesta sexta-feira (20), vítima de um raio.

O universitário era morador do Sítio Picada dos Ferreira, município de São José de Piranhas. Segundo informações do tio da vítima, Ricardo tinha chegado da faculdade e foi atingido após tomar banho. Depois de sair do banheiro da sua residência, ele tentou colocar a toalha molhada no varal da casa, quando sofreu a descarga do raio.

O estudante sofreu várias queimaduras pelo corpo, inclusive na cabeça, sendo socorrido para o hospital de São José de Piranhas e em seguida transferido para o Hospital Regional de Cajazeiras (HRC), onde foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu e foi a óbito.

As chuvas na região são poucas, mas a incidência de raios é grande. Na descarga que matou o jovem sertanejo, queimou também um pé de coco próximo do local.

Outra pessoa ficou ferida no braço ao tentar socorrer Ricardo. A mãe do jovem foi hospitalizada, pois com o susto sofreu uma queda e machucou o punho.

Solidariedade
Nessa quinta (19), o diretor do Campus, Antonio Fernandes acompanhou o estudante no HRC e pediu orações, pois o quadro clínico de Ricardo era gravíssimo. “Em oração e confiantes, pedimos a toda comunidade da UFCG uma corrente de fé e esperança!”

Estudos
Estudo revelou nessa quinta-feira (19), que dez cidades do Sertão paraibano registram a maior incidência de raios. Os dados são do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e se referem a uma média de 15 anos.

As informações são baseadas nos dados do sensor orbital LIS (Lightning Imaging Sensor). O sensor LIS está a bordo da plataforma Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM), que é uma missão conjunta entre as agências espaciais Nasa (americana) e Jaxa (japonesa).

Mesmo estando no verão, é comum o registro de chuvas, ainda que em pancadas, em algumas regiões do Estado, inclusive no Sertão, e estas podem vir acompanhadas de raios, que são fenômenos de descargas elétricas formadas a partir do aumento da concentração de cargas no centro positivo e negativo da nuvem.

De acordo com o ranking elaborado pelo Elat, na Paraíba, além de Malta e São José do Bonfim, outras cidades sertanejas e do Seridó também concentraram o maior volume de raios, como São José de Piranhas (6,03 km-²), Santa Teresinha (5,83), Patos (5,81), São Mamede (5,81), Condado (5,8), Vista Serrana (5,78), Catingueira (5,55) e São Bentinho (5,21).

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!