header top bar

section content

Exclusivo: após estuprar, avô pedófilo agride e joga neta dentro de cisterna de Patos

A vítima sofreu lesões no pescoço e nos lábios e foi encaminhada ao Hospital onde realizou exames e recebeu atendimento médico

Por

05/02/2015 às 08h33

Acusado foi preso pelo GTE no Sertão da Paraíba (Foto: Diário do Sertão)

Uma operação realizada pelo Grupo Tático Especial (GTE) da Polícia Civil, coordenada pelo delegado Sylvio Rabello, nesta quarta-feira (04) na zona rural do município de Várzea, região de Patos, resultou na prisão do idoso Francisco Sousa de 64 anos. Ele é acusado de agredir e tentar estuprar a própria neta de 11 anos de idade.

De acordo com informações dos agentes da Polícia Civil, o acusado estava em casa com a neta quando ocorreu o crime sexual. O criminoso colocou a menina na cama e a forçou a tirar toda a roupa do corpo e depois praticou relações sexuais com ela.

Ainda segundo o delegado Sylvio Rabello, a mãe da menor presenciou a cena. Irritado, o acusado espancou a garota e em seguida a jogou dentro de uma cisterna.

Os agentes do GTE foram ao local, cercaram a residência do criminoso que foi preso em flagrante e em seguida encaminhado até a delegacia de Polícia Civil onde foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável. "Tiramos de circulação esse criminoso, um monstro, que agora cumprirá na cadeia pelo crime que cometeu", disse o delegado.

A vítima sofreu lesões no pescoço e nos lábios e foi encaminhada ao Hospital Regional de Patos onde realizou exames e recebeu atendimento médico.

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan