header top bar

section content

Operação ‘coqueiro’ prende grupo acusado de cinco homicídios na cidade de Sousa. Assista!

A motivação dos crimes era dividas de trafico de drogas, e os alvos dos acusados eram a maioria presos albergados

Por

16/05/2014 às 14h00

Acusados foram presos em Sousa (Foto: DS)

Uma operação realizada pela 19ª Área Integrada de Segurança Pública (AISP), comandada pelo delegado Sylvio Rabello, resultou na prisão de quatro pessoas envolvidas em cinco assassinatos entre os anos de 2013 e 2014 na cidade de Sousa.

A ação policial iniciou às 18h desta quinta-feira (15), se encerrou na manhã desta sexta-feira (16) e resultou na prisão dos seguintes integrantes da quadrilha: Paulo Rodrigues dos Santos, mais conhecido como “Paulo de Tábua”, Francisco Antônio de Araújo, mais conhecido como “Francisco santa Cruz”, Pablo Eric Aquino da Silva e Francisco Amâncio de Sousa, mais conhecido como “Pelado”.

De acordo com informações da Polícia Civil, a quadrilha é responsável por quatro crimes de homicídios, Tráfico de Drogas e assaltos. A Polícia Civil descobriu que as ordens dos crimes partia do interior do presídio, pelo acusado Paulo Tabua. O Francisco Santa Cruz era o que planejada o crime e fornecia armas, veículos e contratava os executores.  Os autores dos assassinatos eram Pablo e Pelado.

A motivação dos crimes era dividas de trafico de drogas, e os alvos dos acusados eram a maioria presos albergados.

Um dos últimos crimes praticados pelos criminosos foi no segundo semestre do ano de 2013. E a vítima foi o popular Paulo Anderson de Almeida, mais conhecido como “Paulinho Coqueiro”, que tinha 24 anos, que foi morto com vários tiros.

 
                                                   Paulinho Coqueiro foi assassinado a tiros em Sousa (Foto: DS)

A operação foi coordenada pelo delegado Secional Dr. Sylvio Rabello, pela delegada Patrícia Forny, e contou com a participação de aproximadamente 10 policiais civis e agentes do Grupo Tático Especial (GTE).

Redução de homicídios
Para Sylvio Rabelo, as prisões são uma resposta da Polícia às ações criminosas, com o objetivo de combater os crimes contra a vida no Sertão da Paraíba. No 1º quadrimestre de 2014, em relação ao mesmo período do ano passado, as ações integradas das Polícias Militar e Civil reduziram em 41,7% o número de Crimes Violentos Letais Intencionais – homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte. No mês de abril, por exemplo, não foram registrados assassinatos nas 14 cidades que compõem a 19ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp).

Veja vídeo!


DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula