header top bar

section content

Policial Federal é preso por dirigir embriagado durante blitz na cidade de Sousa

Na delegacia, o Policial Federal foi autuado em flagrante pelo delegado Aulinson Tabosa pelo crime de embriaguez ao volante

Por

13/02/2014 às 08h03

O Policial Federal foi preso durante blitz da PM em Sousa (Foto: Diário do Sertão)

O Policial Federal José Carlos Abrantes Ferreira, foi preso no último final de semana durante uma blitz realizada no Conjunto Frei Damião na cidade de Sousa. O agente da PF estava dirigindo embriagado e reagiu à prisão.

De acordo com a Polícia Civil, José Carlos Abrantes trabalha na Polícia Federal de Curitiba/PR, mas atualmente estava em Sousa, visitando os familiares.

Cumprindo a determinação do Comandante do 14º Batalhão, Major Nicolau Terceiro, os policiais militares realizavam uma blitz rotineira, quando ao abordarem um veículo perceberam que o policial apresentava sintomas de embriaguez. O suspeito foi levado até a delegacia de Polícia Civil, ele reagiu à prisão, mas foi contido pelos PM’s.

Na delegacia, o Policial Federal foi autuado em flagrante pelo delegado Aulinson Tabosa pelo crime de embriaguez ao volante, pagou uma fiança de dois salários mínimos e foi posto em liberdade.

 
                                                         Polícia Militar realiza blitzes diariamente em Sousa (Foto: Diário do Sertão)

“Iremos informar o caso à delegacia da Polícia Federal para que o Policial cumpra as penas que a lei determinar”, disse o delegado da 19ª Área Integrada de Segurança Pública, Sylvio Rabello. 

Ainda de acordo com a Polícia Civil, outras sete pessoas foram presas durante operações de blitzes realizadas no último final de semana na cidade de Sousa.

É crime
Após a alteração introduzida pela Lei 11.705/08, o art.306 passou a tipificar como crime conduzir veículo automotor, na via pública, estando com concentração de álcool por litro de sangue igual ou superior a seis decigramas (6 dg/l), ou sob a influência de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência. A pena para quem infringir a norma penal é de detenção, de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!