header top bar

section content

Paraibano da região de Sousa é suspeito de assassinar sócio para ficar com empresa no Ceará. Veja

Entre os presos, está a viúva, Neuda Cândido, 34 anos, que mantinha um relacionamento amoroso escondido com o “Lourinho”. Confira!

Por

07/02/2014 às 09h01

Erivaldo mantinha um relacionamento com Neuda Vasconcelos, viúva da vítima (Foto: Facebook)

A Polícia Civil desvendou na última quarta-feira (05) o crime que vitimou o empresário paraibano Francisco Fábio de Vasconcelos, que tinha 49 anos. O assassinato ocorreu no dia 20 de julho de 2012 na fábrica de Salgados da vítima “Salgadinhos Bizu”, em Fortaleza/CE. Quatro pessoas foram presas, entre eles, o ex-sócio da vítima, Erivaldo de Oliveira Pordeus, o “Lourinho”, que é natural da cidade de Sousa, sertão da Paraíba e é apontado como o mandante do assassinato.

O crime
Na época, a fábrica foi invadida por três homens armados que supostamente anunciaram um assalto, e depois efetuaram três tiros na cabeça de Francisco Fábio, para aparentar um crime de latrocínio (roubo seguido de morte) e depois fugiram levando uma quantia de aproximadamente R$ 7 mil em dinheiro.

A Polícia Civil passou a analisar o crime e concluiu que foi uma execução. Entre os presos, está a viúva do empresário, Antônia Neuda Cândido de Oliveira Vasconcelos, 34 anos, que mantinha um relacionamento amoroso escondido com o “Lourinho”.

De acordo com a Polícia, o “Lourinho” teria comandado o crime juntamente com José Wilton da Silva Pires, o ´Zé do Cajueiro´, o intermediário na contratação dos três pistoleiros, um deles identificado como Elioberto Santana Moura, mais conhecido como “Léo”, um dos matadores que fingiu o roubo.

As investigações concluíram também que após a morte do empresário, o sócio, Erivaldo Pordeus, o ´Lourinho´, assumiu sozinho o controle da fábrica ao lado da viúva da vítima.  Lourinho e Neuda Vasconcelos tentaram manter um relacionamento escondido, mas logo tudo foi descoberto, porém a polícia continuava colhendo informações em sigilo, até o desfecho do caso.

O delegado Luiz Carlos Dantas, concluiu realmente que o crime foi “encomendado”, e quatro pessoas envolvidas já estão presas, e apenas uma delas está foragida. "Os mandados de prisão preventiva foram expedidos pelo juiz de Direito Michel Pinheiro, de Caucaia/CE, e os acusados responderão pelo crime que cometeram”, disse o delegado.

DIÁRIO DO SERTÃO com informações do Diário do Nordeste

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan