header top bar

section content

Justiça do RN solta advogada sousense que assassinou o marido a tiros em Pau dos Ferros

A advogada sousense é suspeita de matar o marido, também advogado, a tiros dentro do escritório onde trabalhavam no município de Pau dos Ferros. Veja!

Por

28/01/2014 às 22h32

Mulher matou o marido a tiros em Pau dos Ferros (Foto: Internet)

A Justiça determinou, nesta terça-feira (28), a soltura da advogada Cleidimar de Oliveira Dantas, suspeita de ter assassinado o marido, o advogado Lafaiete Dantas Barbosa Júnior. O crime ocorreu em 18 de dezembro, às 9h, no escritório do casal, localizado na cidade de Pau dos Ferros, a 400 quilômetros de Natal. 

A defesa da acusada alegou que Cleidimar apresentou um surto psicótico e com isso, matou o marido. Segundo a defesa, o casal brigou no dia anterior, após a mulher descobrir traições de Lafaiete Dantas, o que teria motivado o crime. 

O alvará de soltura concedido pelo pleno do Tribunal de Justiça do RN (TJRN) veio após algumas condições: Cleidimar de Oliveira não irá poder se ausentar da comarca; Ela deverá comparecer ao juízo todos os meses; além de apresentar a cada dois meses um laudo do acompanhamento com o psicólogo e o psiquiatra. 

A advogada foi presa em flagrante, preventivamente, após o crime. Na época, o juiz de primeira instância alegou que a ré deveria ficar presa por conta da gravidade do assassinato e da repercussão social. Já o pleno compreendeu que os dois motivos apresentados pelo juiz não eram fortes o suficiente para manter Cleidimar de Oliveira Dantas, presa. 

O crime
A advogada é suspeita de matar o marido, também advogado, dentro do escritório onde trabalhavam, no município de Pau dos Ferros. De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi atingida na cabeça por disparos de revólver calibre 38.

Cleidimar Oliveira Dantas é a principal acusada de disparar contra o marido. Após o crime, a suspeita foi encontrada em estado de choque e, por isso, foi levada ao hospital, onde foi sedada. Após ser acalmada, por volta das 11h a advogada prestou depoimento na delegacia de Pau dos Ferros. A advogada foi presa em seguida.

Na época, a Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte (OAB/RN) lamentou a morte do advogado. "O caso realmente chocou a todos. A subseção de Pau dos ferros está abalada com o acontecimento e no momento, tem dificuldade em acompanhar o caso. A subseção de Mossoró foi chamada para auxiliar", disse o presidente da OAB, Sérgio Freire.
 

Fonte: Tribuna do Norte

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula