header top bar

section content

Aos prantos, esposo de comerciante de CZ diz como recebeu notícia de mandantes do crime

José revelou que percebeu era crime de encomenda, pois o pistoleiro não levou nada por assalto.

Por

06/12/2013 às 16h27

O esposo da comerciante cajazeirense, Maria de Fátima Siebra de Andrade, assassinada com tiro de 12 no último dia 13 de outubro de 2012, o senhor José Ramalho de Andrade falou com exclusividade a TV Diário do Sertão nesta sexta-feira (06), sobre as mandantes do crime.

As idosas Lúcia Abreu Santos, mais conhecida como "Marlúcia" de 51 anos, Maria do Socorro, conhecida como "Corrinha", de 65 anos, e Francisca Bezerra Coura, mais conhecida como "Geralda de Solon", de 59 anos foram presas nessa quinta-feira (06), acusadas de contratar um pistoleiro para matar a cajazeirense.

O esposo da comerciante disse que conhece as três mulheres, e que elas tinham costume de trocar cheques com ele, ou seja, mantinham  vínculos de amizade.

Chorando muito, o senhor José disse que recebeu a notícia da prisão das acusadas através de sua filha. “Ela disse painho prenderam três mulheres acusadas de mandar matar mainha”

Ele atribuiu a inveja das vendas como motivação do crime. “A gente vendia muito, pois tinha preço e qualidade”

José revelou que percebeu que era crime de encomenda, pois o pistoleiro não levou nada por assalto.

Veja mais: Idosas são presas acusadas de contratar pistoleiro que matou comerciante de CZ.Vídeo

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
ENTREVISTA

No Xeque-Mate, corretor avalia que Cajazeiras é melhor do que Sousa para investir no mercado imobiliário

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

PSICOLOGIA & FILOSOFIA

Cajazeirense que vendia poesia pra pagar curso em SP fala sobre sonhos e objetivos no “Psicologia no Ar”