header top bar

section content

Aos prantos, esposo de comerciante de CZ diz como recebeu notícia de mandantes do crime

José revelou que percebeu era crime de encomenda, pois o pistoleiro não levou nada por assalto.

Por

06/12/2013 às 16h27

O esposo da comerciante cajazeirense, Maria de Fátima Siebra de Andrade, assassinada com tiro de 12 no último dia 13 de outubro de 2012, o senhor José Ramalho de Andrade falou com exclusividade a TV Diário do Sertão nesta sexta-feira (06), sobre as mandantes do crime.

As idosas Lúcia Abreu Santos, mais conhecida como "Marlúcia" de 51 anos, Maria do Socorro, conhecida como "Corrinha", de 65 anos, e Francisca Bezerra Coura, mais conhecida como "Geralda de Solon", de 59 anos foram presas nessa quinta-feira (06), acusadas de contratar um pistoleiro para matar a cajazeirense.

O esposo da comerciante disse que conhece as três mulheres, e que elas tinham costume de trocar cheques com ele, ou seja, mantinham  vínculos de amizade.

Chorando muito, o senhor José disse que recebeu a notícia da prisão das acusadas através de sua filha. “Ela disse painho prenderam três mulheres acusadas de mandar matar mainha”

Ele atribuiu a inveja das vendas como motivação do crime. “A gente vendia muito, pois tinha preço e qualidade”

José revelou que percebeu que era crime de encomenda, pois o pistoleiro não levou nada por assalto.

Veja mais: Idosas são presas acusadas de contratar pistoleiro que matou comerciante de CZ.Vídeo

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
OPINIÃO CONTUNDENTE

EM DECADÊNCIA?: Ex-radialista compara as rádios de Cajazeiras a ‘relacionamento que perdeu o sabor’

QUER APROVAÇÃO?

ENEM 2018: Cursinho inova em Cajazeiras com grande equipe de professores e dinâmica moderna de ensino

PARA A ETERNIDADE

VÍDEO: Programação de 70 anos do Atlético começa com exposição histórica que promete encantar Cajazeiras

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio