header top bar

section content

Presa fácil, São Paulo não vence clássicos há oito meses e revolta torcedores

O ano de 2016 começou ara o São Paulo como terminou 2015. Pelo menos no que diz respeito ao desempenho da equipe nos clássicos. A última vitória do Tricolor diante de um rival estadual aconteceu em junho do ano passado, quando a equipe venceu o Santos, no Morumbi, por 3 a 2.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

15/02/2016 às 13h35

São Paulo não vence clássicos a 8 meses (Foto:Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

O retrospecto da equipe na temporada passada é desastroso. Foram apenas duas vitórias. E com ressalvas. Além do triunfo sobre o Santos, que ainda tinha como técnico Marcelo Fernandes, o time venceu o Corinthians na última rodada da fase de grupos da Libertadores, por 2 a 0. Mas o Alvinegro já tinha um jogador a menos, Emerson Sheik havia sido expulso ainda com o jogo empatado sem gols.

As derrotas, em contrapartida, aconteceram com requintes de crueldade. No Allianz Parque, duas goleadas do Palmeiras (3 x 0 e 4 x 0), uma delas com direito a golaço de Robinho quase que do meio de campo.

Na Arena em Itaquera, derrota na abertura da fase de grupos da Libertadores, e o massacre por 6 a 1 do Campeonato Brasileiro.

Diante do Santos, nova eliminação na semifinal do Paulista, além de eliminação e goleada na Copa do Brasil, com direito a duas derrotas, tanto no Morumbi, quanto na Vila Belmiro.

Ao todo, de 2015 para cá, são 10 derrotas em clássicos, com três empates e apenas duas vitórias, com um saldo de gols negativo de 22 e 20% de aproveitamento. De quebra, dos únicos grandes rivais do Corinthians, o Tricolor é o único que ainda não venceu o Timão na Arena. Em quatro jogos, são quatro derrotas na nova casa alvinegra, com 13 gols sofridos e três gols marcados.

“Clássico é um jogo diferente, já na preparação da partida você vê algo diferente. Tanto dos torcedores, que cobram mais, muitas vezes alguns esperam só essa partida. Mas pecamos. Os números mostram isso. Esse ano a gente espera que os números mudem. Perder um jogo é complicado, mas perder um clássico é mais complicado ainda. Enfrentamos uma grande equipe, na casa deles, espero que as estatísticas mudem”, falou Michel Bastos, após nova derrota para o Corinthians.

IG

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares