header top bar

section content

TJ da Paraíba nega liminar e mantém prisão de empresário de Sousa acusado de pedofilia

Jucélio é acusado de envolvimento no crime de prostituição infantil e teve sua prisão decretada na última sexta (11).

Por

18/11/2011 às 15h28

O Tribunal de Justiça (TJ) da Paraíba, negou na tarde desta sexta-feira (18), o pedido de liminar do advogado Ozael da Costa, a favor do empresário sousense, Jucélio Rocha (Jucélio das Parabólicas).

O TJ ainda vai julgar o mérito do pedido de Habeas Corpus impetrado a favor do empresário. A decisão foi do Desembargador Carlos Marins Beltrão Silva.

Jucélio está sendo acusado de envolvimento no crime de prostituição infantil na região de Sousa e teve sua prisão decretada na última sexta-feira (11), pelo juiz Irlando Sobreira. Um policial identificado por “Lins” e uma mulher de nome Ozibeth Sarmento, também tiveram seus nomes citados. Ozibeth já está presa.

Veja também
Mãe da menor que acusa empresário de participação de prostituição infantil em Sousa conta como os envolvidos agiam. VÍDEO!

DIÁRIO DO SERTÃO
 

EFEITO IMEDIATO

VÍDEO: Após protesto nas ruas, chefe da PM anuncia ações para combater o crime em São João do Rio do Peixe

AMIGO DE BRÁULIO BESSA

VÍDEO: Poeta que esteve no Encontro com Fátima Bernardes foi o convidado do Xeque-Mate da semana; VEJA!

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Pentecostal de Jerusalém

DIÁRIO ESPORTIVO

DIÁRIO ESPORTIVO: Tudo que rolou no Campeonato Brasileiro e os preparativos para o Paraibano