header top bar

section content

Polícia interroga dono de rádio sobre invasão, ameaça e agressão a radialistas de Sousa

Representantes da API e da OAB prestaram solidariedade aos radialistas atingidos na tarde desta quinta-feira.

Por

11/11/2011 às 16h46

O delegado Vicente Honório Filho confirmou que vai convocar o radialista Gil Silva para apresentar sua versão sobre a invasão aos estúdios da Rádio Líder FM e as agressões aos radialistas Wilame Soares e Aniobel Vicente, bem como aos diretores da emissora FM, Antônio Pordeus e Rafael Estrela na tarde desta quinta-feira (10).

Segundo a autoridade policial, os depoimentos das vítimas já foram colhidos e nos próximos dias o acusado será interrogado para que o procedimento policial que apura crimes de ameaça e agressão seja enviado à justiça pública de Sousa.

Ouça áudio do delegado Vicente Honório:

A causa
Tudo aconteceu porque em resposta a ataques a sua vida pessoal, Wilame Soares comentou na edição do Radar Líder desta quinta que por ser uma emissora comunitária, a Sousense FM não poderia apresentar programa jornalístico com comentários tendenciosos, contratar com empresas e repartições públicas.

API e OAB prestam solidariedade
A delegada da Associação Paraibana de Imprensa (API) Ivoneide Lopes esteve nos estúdios da Rádio Líder FM na tarde desta quinta-feira (10) para prestar solidariedade aos colegas vítimas das mais variadas forma de violência praticada pelo também profissional de imprensa Gil Silva.

Ivoneide que apresenta programa de rádio na 104 FM de Sousa, informou que o fato será comunicado a presidente da entidade, Marcela Sitônio.

Mesmo estando em João Pessoa, o advogado Cláudio Roberto Diniz, presidente da OAB/Sousa, através do microblog Twitter também manifestou solidariedade aos radialistas da Líder FM e Aniobel Vicente da Jornal AM. Confira:

claudiodinizad Claudio Diniz
LAMENTAVEL a invasão da radio Líder. Somente com o nazismo e na ditadura se viu tamanha violência. Minha solidariedade aos…

claudiodinizad Claudio Diniz
radialistas e a toda a imprensa. Nao podemos permitir que figuras, a pretexto de defender políticos mercenários exponham a …

claudiodinizad Claudio Diniz
pela atuação livre da imprensa. Nao podemos agora retroagir. A policia e judiciário precisam dar uma resposta a essa situação.

Relembre o caso
Por volta das 13h45, o radialista Wilame Soares, apresentador do programa Radar Líder, veiculado pela Rádio Líder FM da cidade de Sousa disse no ar que foi vítima de uma tentativa de homicídio que teria partido do também radialista e proprietário da Rádio Comunitária Sousense FM, Gil Silva.

Segundo Wilame, Gil invadiu os estúdios da Líder FM embriagado e a sua procura dizendo que queria matar-lhe. “Ele não me matou porque consegui me esconder debaixo de uma mesa”. Desabafou.

Além da tentativa de agressão ao colega de imprensa, Gil Silva está sendo acusado ainda de ter agredido o diretor da emissora, Antônio Pordeus, bem como o também radialista Aniobel Vicente que apresenta um programa na rádio Jornal AM, cujo estúdio fica no mesmo prédio da FM.

De acordo com Rafael Estrela, outro diretor da emissora, a Policia Militar foi acionada para tentar prender o acusado, mas ele conseguiu fugir do local antes da chegada dos policiais.

A direção da emissora informou que alguns equipamentos como computadores e cadeiras foram danificados por Gil Silva durante a tentativa de encontrar Wilame nos estúdios.

Veja abaixo cópia de um dos quatro termos de declarações narrados na Delegacia:

src=/userfiles/image/BO_Wilame%20Soares%20vs%20Gil%20Silva.jpg

DIÁRIO DO SERTÃO em Sousa

ENTREVISTA BOMBÁSTICA

VÍDEO: Declarações polêmicas e provocações marcam o programa Xeque-Mate com o ex-prefeito Carlos Antônio

VÍDEO

Ex-aliado diz que prefeito de Cajazeiras forma “organização criminosa” e aponta gordas gratificações

DIÁRIO ESPORTIVO

Confira o resumo da rodada no programa Diário Esportivo com Luiz Júnior

XEQUE MATE

VÍDEO: Carlos Antonio declara pela 1ª vez publicamente apoio a Júnior Araújo; “é cancela fechada”