header top bar

section content

Receita Federal apreende R$ 450 mil em mercadorias em Cajazeiras e Sousa. Fotos!

A operação da Receita Federal contra a pirataria continua no Sertão do Estado agora na cidade de Patos.

Por

05/10/2011 às 18h40

A Receita Federal realizou uma mega operação, denominada Operação Mandaru nessa terça-feira (04), nas cidades de Sousa e Cajazeiras para proibir a prática de pirataria no Sertão da Paraíba, onde quatro lojas tiveram suas mercadorias apreendidas e os estabelecimentos comerciais fechados. As informações dão conta que três comércios fechados foram na cidade de Cajazeiras e um em Sousa.

As informações foram confirmadas ao Diário do Sertão nesta quarta-feira (05), pela Chefe da Divisão de Repressão ao Contra Bando e Descaminho da Receita Federal na 4ª. Região (DIREP04), Eliene Soares.

De acordo com a funcionária da Receita, foram apreendidas mercadorias avaliadas em cerca de R$ 450 mil, entre videogames, notebooks, pen drives, câmeras fotográficas, celulares, cd´s e dvd´s.

Soares informou que os proprietários das lojas terão um prazo para disponibilizar a documentação das mercadorias e caso não apresentem, perderão todos os produtos apreendidos, além de aoutras penalidades. Ela disse que 14 agentes estão participanndo dessa açaõ no Sertão.

“Essas mercadorias estavam sem comprovação de compras regulares e por isso foram apreendidas”. Disse Eliene.

Segundo Soares, nesse momento a receita está fiscalizando somente as empresas, sem incluir os vendedores ambulantes. A operação continua até esta quarta-feira na cidade de Patos.

Ouça o áudio!

DIÁRIO DO SERTÃO
 

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula