header top bar

section content

Ator Leandro Hassum garante que não vai ajudar o irmão preso: ‘Quero que ele se dane’

‘Quero que ele se dane!’, disse comediante, garantindo que não pagará fiança de R$ 50 mil para que Carlos Alexandre responda em liberdade pelo crime de estelionato

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

17/02/2016 às 10h01 • atualizado em 17/02/2016 às 10h11

Leandro fez um desabafo em suas redes sociais (Foto: reprodução)

Conhecido pelos personagens cômicos que interpreta na TV e cinema, o ator Leandro Hassum perde o humor quando o assunto é o seu irmão mais velho, Carlos Alexandre Hassum Moreira, preso por estelionato no último sábado, no Recreio dos Bandeirantes. O comediante, que é a cara do irmão, disse que rompeu relações com ele.

“Não falo com esse sujeito há mais de dez anos. Quero que ele se dane! Lugar de bandido é na cadeia”, afirmou o comediante ao DIA, por telefone, dos Estados Unidos, onde passa férias com a família. O ator negou que vá pagar a fiança de R$ 50 mil, para que o irmão, que está no Complexo de Bangu, seja libertado.

Na noite desta segunda-feira, Hassum postou na sua conta do Instagram fotos dele, da mulher da filha e de fãs, afirmando: “Essas pessoas me ajudam a construir o homem, o pai e o profissional que sou. Por eles dou minha vida e minhas melhores piadas. E que seja cumprida a lei e viva a HONESTIDADE! A quem possa interessar, essa é minha vida.”

O advogado de Carlos Alexandre, Rafael Faria, conseguiu a liberdade provisória dele, mas a Justiça condicionou a soltura ao pagamento da fiança, estipulada pelo delegado Antenor Lopes, da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), responsável pela prisão em flagrante.

Carlos Alexandre é dono de uma ficha criminal extensa, como O DIA revelou. Desde 1997, são 16 anotações criminais pelos mais variados golpes.

Segundo o delegado, Carlos Alexandre se passava por representante de uma agência de turismo para adquirir ingressos para camarotes do Carnaval carioca, os quais vendia sem repassar os valores. Com ele, os policiais apreenderam 10 ingressos, avaliados em R$ 10 mil.

Sem o apoio financeiro do irmão famoso, Carlos Alexandre depende da mulher e da mãe para arrecadar os R$ 50 mil. A fiança tem que ser paga em dinheiro vivo. Além do irmão, o pai do humorista também tinha envolvimento com o crime. Em 1994, Carlos Alberto da Costa Moreira, já falecido, foi preso e acusado por tráfico internacional de drogas.

Leandro Hassum utilizou as redes sociais para fazer um desabafo. No Instagram, o ator publicou uma montagem com quatro fotografias e escreveu:

“Esse sou eu, ao lado é minha filha, em baixo minha mulher e minha filha e ao lado meu publico. Essas pessoas me ajudam a construir o homem, o pai e o profissional que sou. Por eles dou minha vida e minhas melhores piadas. O caminho do bem, da honestidade e da verdade é o unico caminho. Sigo em frente. E que seja cumprida a lei e viva a HONESTIDADE! À quem possa interessar, essa é minha vida”.

O Dia

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview