header top bar

section content

Amilton Rocha comandará o Atlético de Cajazeiras na segunda divisão do estadual

O presidente Lindberg Lira anunciou para a primeira quizena de abril, o inicio da Pré-temporada, já que a competição, segundo a FPF terá inicio no Mês de maio.

Por

04/03/2009 às 07h30

Amilton Rocha é o novo técnico do Atlético de Cajazeiras, após uma reunião com a diretoria atleticana, o treinador foi o escolhido para assumir o comando da equipe. A negociação chegou a ficar complicada por causa dos altos valores pedidos pelo profissional. mais no final o treinador acabou aceitando as condições oferecidas pelo presidente Lindberg Lira.

Amilton Rocha vai ser apresentado neste sábado e já comanda o o peneeirão com os atletas escolhidos pela diretoria em duas seletivas. O treinador foi um consenso entre os dirigentes, a contratação do profissional teve o aval do gerente de futebol Narcisão.

O nome de Amilton Rocha surgiu como uma das opções . Porém, a diretoria defendeu a contratação do ex-jogador do Palmeiras. O presidente Lindbeg Lira telefonou para Amilton, que fez a sua proposta. Ciente de que a situação do Atlético de Cajazeiras não é das melhores, o dirigente resolveu apostar na capacidade do treinador cearense para buscar o acesso a elite do futebol paraibano.

O fato que pesou para a contratação do treinador, foi que ele conhecer a estrutura do futebol nordetisno e de ter a confiança deda diretoria.

O anuncio do novo comandante atleticano aconteceu na noite desta terça-feira. Além do treinador já estão também contratados todos os integrantes da comissão técnica que integrarão o Atlético na temporada 2009.

O presidente Lindberg Lira anunciou para a primeira quizena de abril, o inicio da Pré-temporada, já que a competição, segundo a FPF terá inicio no Mês de maio.

Conheça melhor o novo treinador do Atlético de Cajazeiras

"AMILTON ROCHA" José Amílton Cavalcante Rocha, como ele mesmo diz ponta-direita do Fortaleza, Sport, Santa Cruz, Guarani, Palmeiras e outras equipes nos anos 70 e 80, hoje mora em Fortaleza (CE), sua cidade natal, onde trabalha como técnico de futebol. Ele começou a dirigir a equipe juniores do Fortaleza em 2005.
* Nascido no dia 21 de outubro de 1951, Hamilton começou a carreira no começo dos anos 70 defendendo o Fortaleza. Ficou com o passe preso ao Tricolor de Aço até 1974. Nesse período, ele marcou um gol inesquecível de sua carreira. "Foi na final do campeonato cearense de 1973. Eu marquei na prorrogação contra o Ceará. O Fortaleza foi campeão invicto naquele ano", lembra orgulhoso.

* Em 1972, o ponta foi emprestado para o Santa Cruz. Mas só deixou o Fortaleza em definitivo em 1974 para defender o Guarani de Campinas de São Paulo. No Brinco de Ouro, ele atuou ao lado de jogadores como Zenon, Renato, Amaral e Mauro Campos. "Era um bom time do Guarani. Nós fomos campeões do interior três vezes", conta Hamilton.

* Em 1977, ele retornou ao futebol de Pernambuco, desta vez para jogar pelo Sport. Ficou na Ilha do Retiro até 1978, ano em que foi contratado pelo Palmeiras. "O técnico do Palmeiras era o Filpo Nuñez. Depois o Valdir Joaquim de Moraes assumiu provisoriamente até a chegada do Telê Santana. Estava bem no Palmeiras. Era titular do time. Mas, a minha família não se adaptou em São Paulo e resolvi voltar para o nordeste", revela.
Hamilton Rocha disse que quando tomou a decisão de deixar o Palmeiras para jogar no Santa Cruz recebeu um conselho de Telê. "Ele me disse para não tomar decisão precipitada. Achava que era melhor eu continuar no Palmeiras. Fiquei contente por saber que o Telê gostava de mim, mas mesmo assim achei melhor jogar no Santa Cruz, um clube que eu já conhecia bem", fala.

* Em 1982, Hamilton deixou mais uma vez o nordeste. Por empréstimo, ele foi para o Colorado (PR). A passagem pelo extinto clube paranaenense (hoje é Paraná Clube) durou apenas cinco meses. Em 1983, ele foi para o América de Natal. Em seguida se transferiu para o Fortaleza, onde ficou até 1985. Jogou ainda no Ceará (1986), no Sampaio Corrêa-MA (1987) e encerrou a carreira no Ferroviário, em 1988. "Pendurei as chuteiras sendo campeão pelo Ferroviário. Aliás, eu fui campeão pelos três times do Ceará", conta o ex-ponta, que é casado e pai de quatro filhos: Leonardo, Alexandre, Amílton e Jéssica.

* GOL PELO PALMEIRAS: Além do gol pelo Fortaleza na final do estadual de 1973, Hamilton Rocha guarda na memória um outro gol. "O segundo gol que eu sempre me recordo é um pelo Palmeiras contra o Juventus, no Pacaembu, um domingo. O Palmeiras venceu por 4 a 1. Eu me lembro que o Baroninho fez uma linda jogada pela esquerda e cruzou da linha de fundo. Eu peguei de primeira. Foi um bonito gol. Queria vê-lo mais uma vez", fala Hamilton Rocha, que com a camisa palmeirense realizou 38 partidas (21 vitórias, 6 empates e 11 derrotas) e marcou oito gols.

Carreira fora das quatro linhas

Auxiliar-técnico –  Ferroviário-CE.

Técnico – Aracatí-CE, Solonópole-CE,Trairense-CE.

JOSELITO FEITOSA
Direto da Redação do Diario do Sertão

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis