header top bar

section content

Chuvas em Cajazeiras já se aproximam dos 350 mm

De acordo com dados coletados pelo pluviômetro do escritório regional da Emater, de Cajazeiras, pelo observador pluviométrico Fran, até hoje, 25/02 já choveu 342,7 mm, números dentro da média anual de todo o período invernoso que varia entre 750 a 800 mm. No período do carnaval choveu em Cajazeiras 59,1 mm. A notícia é no […]

Por

26/02/2009 às 12h38

De acordo com dados coletados pelo pluviômetro do escritório regional da Emater, de Cajazeiras, pelo observador pluviométrico Fran, até hoje, 25/02 já choveu 342,7 mm, números dentro da média anual de todo o período invernoso que varia entre 750 a 800 mm. No período do carnaval choveu em Cajazeiras 59,1 mm.

A notícia é no mínimo animadora principalmente para os agricultores da região. Em quase dois meses (janeiro, fevereiro de 2009) já choveu em Cajazeiras a média anual de todo o período invernoso que normalmente vai até o mês de maio. Segundo dados coletados pelo pluviômetro da Emater.

Os agricultores mais experientes e técnicos agrícolas concordam na afirmação de que é necessário o equilíbrio entre a chuva e a estiagem para não tornar as áreas agrícolas encharcadas e comprometer a produção de grãos.

O inverno que começou tímido no município com apenas 137 milímetros de chuvas no mês de janeiro vem se ampliando em escala crescente nos últimos dois meses.

O grande problema que está tirando o sono dos agricultores, é a falta de distribuição de sementes selecionadas, o escritório da Emater de Cajazeiras, ainda ao tem noticias sobre a distribuição dos grãos. O chefe da unidade local, ainda não está definido, pelo governador Maranhão e isso pode dificultar ainda mais a distribuição.

Agricultores comemoram
Independente das intempéries, os agricultores comemoram. Para muitos rurícolas a chuva, independente da quantidade já é sinal de bênção. A alegria do homem do campo se configura pelo fato das precipitações trazerem, além da esperança de uma boa colheita de grãos, o surgimento do pasto para os animais e o acúmulo de água nos reservatórios. Num quadro em que muitas famílias já nem tinham mais água para beber a chegada das chuvas significam mudanças relevantes em todos os aspectos.

JOSELITO FEITOSA
Da Redação do Diário do Sertão

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview