header top bar

section content

Oito pessoas morrem após acidente grave em BR do Nordeste; as vítimas iam para outra cidade realizar exames médicos

Segundo PRF, acidente foi causado por uma caçamba que transportava lixo.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

04/07/2016 às 13h51 • atualizado em 04/07/2016 às 14h01

Após acidente, carro de passeio ficou completamente destruído (Foto: TV Mirante)

Um acidente grave envolvendo uma caçamba e um veículo de passeio registrado por volta das 8h da manhã deste domingo (3), no km 36 da BR-135, em Campo de Peris, em São Luís, deixou oito pessoas mortas. A informação foi confirmada pelo inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Antônio Norberto.

Ainda segundo o inspetor, o carro de passeio seguia rumo à capital quando uma caçamba que transportava lixo e que vinha no sentido contrário entrou na contramão causando o acidente. A caçamba tombou às margens da rodovia e o veículo de passeio ficou destruído.

A inspetora Valdirene, da Polícia Rodoviária Federal, confirmou que todos os oito passageiros do corsa classic, de placa OJI-5012, não resistiram.

Segundo familiares, os ocupantes do veículo vinham do município Humberto de Campos para São Luís para realizar alguns exames médicos. Equipes da PRF estão no local para ajudar a organizar o fluxo de veículos.

Após acidente, carro de passeio ficou completamente destruído (Foto: TV Mirante)

Após acidente, carro de passeio ficou completamente destruído (Foto: TV Mirante)

O motorista do caminhão fugiu do local. A PRF também não confirma a procedência da caçamba que transportava lixo.

Os corpos foram liberados pelo Instituto Médico Legal (IML) na madrugada desta segunda-feira (4), por volta de 1h. Velório e enterro ocorrem na cidade de Humberto de Campos, de pouco mais de 26,1 mil habitantes, de decretou luto oficial por causa da tragédia.

Dentro do carro, estavam duas famílias. A primeira, a do motorista Reginaldo ‘Careca’ – como era conhecido – de São Vicente Ferrer (MA) e acostumado a fazer o percurso oferecendo serviço de ‘táxi-lotação’ –, acompanhado da esposa e filha, identificadas apenas como Vanda e Hanna.

A segunda família é a de Kelvin Daniel da Conceição Costa, de apenas um ano de idade. Acompanhavam a criança Valdicleide Santos da Conceição, de 34 anos, mãe de Kelvin; e Helena Santos da Conceição, 70, avó da criança.

Também estavam no veículo o pedreiro Dioninson da Silva, de 28 anos; e a estudante Rosânia Santos, 14, filha de um comerciante de Humberto de Campos, que começaria um curso de computação neste mês de julho.

G1

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Maria Vitória e Rodrigo Almeida 11.08.2017

INTERVIEW

Educadora fala da infância difícil e sua trajetória de sucesso: ‘Faltava dinheiro, mas não alegria’