header top bar

section content

Vizinho estado da PB registra terceira noite seguida de ataques criminosos; presos fogem e Exército e fuzileiros navais vem como reforço

Desde sexta (29), já foram registrados 65 ataques ou atentados no estado.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

01/08/2016 às 12h58

Criminosos incendiaram três motos e dois carros no anexo da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) (Foto: PM/Divulgação)

A polícia do Rio Grande do Norte registrou a terceira noite seguida de ataques criminosos. Entre a noite do domingo (31) e a madrugada desta segunda (1º), novos atentados aconteceram em Natal e em cidades do interior. Além dos ataques, houve fuga de 17 presos do Centro de Detenção Provisória (CDP). Apenas um foi recapturado. A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária de Parnamirim, na Grande Natal, é apontada pelo governo como motivo dos atentados.

De acordo com a Polícia Militar, os detentos do CDP da Ribeira escaparam por um buraco dentro do banheiro da cela 1. Com mais esta fuga, chega a 291 o número de presos que já escaparam do sistema penitenciário potiguar somente em 2016.

Também na Ribeira, criminosos incendiaram três motos e dois carros no anexo da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU). Bandidos tentaram colocar fogo no Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo dos Bombeiros, localizado no bairro de Lagoa Seca. Os bombeiros perceberam a ação e impediram o atentado. Os homens fugiram e deixaram um galão de gasolina para trás.

Uma agência do Banco do Brasil, na Av. Presidente Bandeira, foi atacada. Criminosos atiraram contra o estabelecimento. Cartão-postal da cidade, a vegetação do Morro do Careca, na praia de Ponta Negra, também foi incendiada. Contudo, a polícia ainda não confirma a relação dos dois casos com os recentes ataques criminosos.

O posto policial de Jardim Petrópolis, em São Gonçalo do Amarante, foi alvo dos bandidos. Eles tentaram incendiar o prédio, mas o fogo foi controlado. Em Currais Novos, no Seridó potiguar, quatro carros apreendidos em operações foram incendiados. Em Canguaretama, no litoral Sul, três sucatas foram incendiadas, além de dois carros em operação. A Prefeitura de Florânia foi invadida por criminosos e uma porta foi queimada. Um trator da Prefeitura de São Vicente também foi incendiado.

Criminosos também tentaram colocar fogo em ônibus escolares dentro do pátio da Prefeitura de João Câmara, no Agreste potiguar, mas o fogo foi controlado. Mesmo assim, as aulas foram canceladas na cidade.

Já na manhã desta segunda, um ônibus escolar foi parcialmente queimado em Mossoró, no Oeste potiguar. De acordo com a polícia, o motorista havia acabado de deixar os alunos em uma escola. Ele estacionou o veículo próximo a uma padaria e, em seguida, os criminosos tentaram incendiar o ônibus.

Escolas
Devido aos recentes ataques, algumas escolas públicas e particulares do estado suspenderam as aulas nesta segunda-feira (1º).

Ônibus
Os ônibus urbanos de Natal voltaram a circular na manhã desta segunda-feira (1º) com reforço policial. O Sindicato das Empresas de Ônibus (Seturn) informa que, às 7h30, 70% da frota estava nas ruas. O sindicato dos trabalhadores fala em 30%.

Robinson Faria, governador do estado, anunciou que haveria reforço policial para os veículos. Devido à onda de ataques que atinge o Estado há três dias, os rodoviários recolheram os ônibus e não trabalharam por mais de 24 horas.

Prisões
Desde a tarde da sexta (29), quando o primeiro ataque foi registrado, 60 pessoas foram detidas suspeitas de envolvimento nos atentados. Destes, 41 foram autuados – a maioria por associação criminosa, incêndio ou tentativa de incêndio. Depois de entregues ao sistema prisional, um deles foi liberado em audiência de custódia. Os outros 40 que continuam detidos estão presos preventivamente, ou seja, devem permanecer encarcerados até serem julgados.

Chefe
Entre os presos está João Maria dos Santos de Oliveira, de 32 anos, apontado pelas forças de segurança como um dos chefes de uma facção criminosa que vem agindo no estado. ‘João Mago’ era considerado foragido desde dezembro do ano passado, quando saiu da Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, com o auxílio de um alvará de soltura falso.

A prisão de João Mago foi feita em um condomínio residencial no bairro de Nova Parnamirim, em Parnamirim. Na casa, a polícia apreendeu R$ 302 mil em espécie, tabletes de crack, 68 aparelhos celulares, duas pistolas, um Fiat Punto, um Golf e uma motocicleta Honda.

Reforço federal
O governo do Rio Grande do Norte confirmou o apoio de mil homens do Exército e 200 fuzileiros navais no reforço às forças policiais. A informação foi dada pelo ministro da Defesa Raul Jungmann às 22h deste domingo (31). As tropas federais devem chegar ao estado ainda nesta semana.

G1

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe