header top bar

section content

Padre acusado de pedofilia se mata em presídio afirma Polícia Civil

Ele já foi condenado por atos sexuais contra crianças em Mariana (MG).

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

08/08/2016 às 07h18

Padre foi preso em casa em Santa Catarina (Foto: Polícia Civil)

O padre Bonifácio Buzzi, de 57 anos, preso nesta sexta-feira (5) sob a suspeita de ter cometido abusos sexuais contra menores em Três Corações (MG), se matou no presídio da cidade, segundo a Polícia Civil. Ele havia sido localizado na cidade de Barra Velha, no Norte de Santa Catarina em uma operação em conjunto das polícias dos dois estados.

Buzzi já havia sido condenado a 20 anos de prisão por abusar de um garoto de 10 anos. Ele ficou preso entre 2007 a 2015, quando passou a cumprir a pena em liberdade.

Neste ano, a Polícia Civil de Minas Gerais recebeu a denúncia de que ele teria voltado a praticar os crimes. Segundo o delegado regional de Três Corações, Pedro Paulo Marques, ao saber das novas denúncias, o padre fugiu para Santa Catarina, onde foi localizado e depois trazido para a cidade mineira.

Até a publicação desta reportagem, a polícia não havia divulgado mais informações sobre o ocorrido.
Citado em filme
De acordo com a Polícia Civil, o caso de Buzzi é citado no filme “Spotlight”, vencedor do Oscar deste ano e que conta a história verídica de um escândalo de pedofilia divulgado pelo jornal “The Boston Globe”.

G1

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa

VÍDEO

Padre anuncia reforma da paróquia São João Bosco de Cajazeiras a avalia atuação do bispo