header top bar

section content

‘PEC da maldade’ faz parte de um esquema para destruir o PT, afirma professor – VÍDEO

Para José Maria Gurgel, a PEC 55 faz parte de uma articulação político-midiática para destruir o Partido dos Trabalhadores

Por Jocivan Pinheiro

07/11/2016 às 15h18 • atualizado em 07/11/2016 às 17h41

A polêmica PEC 241 – que no Senado passou a ser PEC 55 – gerou revolta em parte da população brasileira que tenta articular uma onda de grandes manifestações (entre elas uma greve geral) para evitar a aprovação da emenda no Senado – ela já foi aprovada na Câmara. A PEC foi tão mal recebida por essa parcela da população que ganhou diversos ‘apelidos’, sobretudo nas redes sociais, como por exemplo ‘PEC da maldade’ e até ‘PEC do fim do mundo’.

Professor José Maria Gurgel

Professor José Maria Gurgel

Para um dos mais antigos e atuantes membros do PT de Cajazeiras, o professor José Maria Gurgel, a PEC 55 é, de fato, uma manobra perversa que faz parte do ‘pacote de maldades’ do governo Temer sob a influência do capital estrangeiro.

“Ela representa tudo aquilo que o pacote de maldades desse governo que está aí tenta impor à sociedade brasileira. Nós não vemos com otimismo a discussão dessa PEC porque representa tudo aquilo que está sendo colocado contra a população brasileira de modo geral”, enfatiza o petista.

Porém, José Maria Gurgel ressalta que, mais do que uma ‘PEC da maldade’, a proposta faz parte de uma articulação político-midiática para destruir o Partido dos Trabalhadores. Seriam agentes imediatos dessa articulação o juiz Sergio Moro, cabeça da operação Lava Jato; a grande mídia representada principalmente pela Rede Globo; e o capital estrangeiro, segundo o petista.

“O juiz Sergio Moro nada mais é do que o representante maior do grande capital internacional. Inclusive ele tem até um partido, que é o PSDB. Nunca ninguém ouviu falar que o juiz Sergio Moro fizesse qualquer repressão, qualquer prisão, qualquer perseguição a um membro do PSDB.”

PEC inconstitucional

Um artigo do Núcleo de Estudos e Pesquisas da Consultoria Legislativa do Senado Federal afirma que a PEC 55 é inconstitucional. Assinado pelo consultor legislativo Ronaldo Jorge Araújo Vieira Júnior, o estudo técnico argumenta que a PEC 55 viola a separação dos Poderes prevista na Constituição Federal.

Segundo ele, há “intolerável e inconstitucional intromissão no funcionamento do Congresso Nacional, eis que viola a cláusula pétrea prevista no inciso III do § 4º do art. 60 da CF, que tutela a separação dos Poderes”.

“Trata-se de inusitado, desarrazoado e inconstitucional mecanismo de defesa criado pela PEC que, em síntese, sustenta que, se do regime instituído por essa PEC, em caso de sua aprovação pelo Congresso Nacional, resultarem direitos e benefícios a quem quer que seja oponíveis ao erário, esses direitos não poderão ser exercidos”, diz o texto.

Para ler o artigo, acesse aqui.

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe