header top bar

section content

“Sou contra a operação abafa”, diz ministro do STF sobre Lava Jato

Em entrevista, Luís Roberto Barroso defendeu o fim da cultura de "impunidade" no país

Por Estagiário

15/11/2016 às 06h12 • atualizado em 14/11/2016 às 18h31

© Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso condenou o que chama de “operação abafa” e defendeu o fim do “paradigma pervertido de absoluta impunidade” no país em entrevista publicada nesta segunda-feira (14) no jornal Folha de S. Paulo.

Defensor da Lava Jato, o ministro do Supremo afirma também concorda com o fim do foro privilegiado. “Eu falo sobre isso há mais de dez anos. Quem deve ter foro no Supremo? Os chefes de Poder e talvez os ministros do Supremo, e mais ninguém”, afirma.

Embora negue a existência de uma tentativa de desvirtuamento da Operação Lava Jato, ele afirma que é preciso estar atento às investigações. “A quantidade de interesses que foram revolvidos [pela Lava Jato] faz com que isso [a ‘operação abafa’ seja uma possibilidade. É preciso estar atento”, alerta.

“No geral, tanto o juiz [Sergio Moro] como o Ministério Público e a Polícia Federal prestam um bom serviço ao ajudar a revelar a extensão e a profundidade do que ocorria. E você não consegue mudar um paradigma pervertido de absoluta impunidade fazendo mais do mesmo”.

“Agora, tudo o que envolve persecução penal deve ser olhado com cautela. Se tem um espaço na vida em que o risco de abuso é perigoso, é o processo criminal”, defendeu.

Notícias ao Minuto

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan