Brasil
15/11/2016 às 10h00 • atualizado em 15/11/2016 às 09h12

postado por: Estagiário

Trump renuncia a salário de US$ 400 mil por ano em futuro mandato presidencial

Republicano diz que, como a lei norte-americana obriga que o pagamento seja feito, ele aceita receber um dólar por ano para comandar a Casa Branca

Donald Trump (Reprodução/Twitter)

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeu renunciar ao salário de US$ 400 mil por ano pago ao chefe da Casa Branca.

Com uma fortuna estimada em cerca de US$ 4 bilhões, segundo a revista Forbes, Trump disse em entrevista ao programa 60 Minutes, da emissora CBS, que receberá apenas US$ 1 por ano.

“Acho que, por lei, tenho que ganhar pelo menos US$ 1 por ano, então pegarei US$ 1 por ano”, afirmou Trump, que alegava nem mesmo saber qual era o salário do presidente dos Estados Unidos. Ao ouvir da jornalista Lesley Stahl que os honorários são de US$ 400 mil anuais, rebateu: “Não vou receber o salário. Não vou”.

O republicano assumirá a Casa Branca no próximo dia 20 de janeiro, após ter derrotado a democrata Hillary Clinton na eleição presidencial de 8 de novembro.

Quem vai ajudá-lo a governar?

Neste domingo (13), o presidente eleito anunciou os primeiros integrantes de sua equipe. Reince Priebus, presidente do Partido Republicano e expoente do establishment que o magnata tanto criticou, será chefe de gabinete.

Já Stephen Bannon, que teve papel de destaque na campanha de Trump, será seu principal estrategista e conselheiro sênior. Ex-diretor do banco Goldman Sachs e presidente do site ultraconservador Breitbart News, Bannon é ligado à ala mais radical do Partido Republicano e já criticou duramente a cúpula da legenda.

Em nota, o presidente eleito reafirmou que “Steve e Reince são altamente qualificados por terem trabalhado na campanha que nos levou a uma histórica vitória. Agora, terei os dois comigo na Casa Branca para fazer com que a América seja ótima de novo”.

E o muro, é verdade?

Em entrevista à emissora CBS , também no domingo, o republicano afirmou que manterá a promessa de construir um muro na fronteira com o México quando assumir a Casa Branca, no ano que vem.

O republicano explicou que , em determinados trechos da divisa, será feita apenas uma cerca. Ainda na disputa eleitoral, Trump irritou mexicanos ao dizer que o país latino pagaria pelo muro.

Além disso, Trump declarou que deportará “imediatamente” entre dois e três milhões de imigrantes clandestinos com antecedentes criminais. Durante a campanha, o bilionário havia prometido que uma de suas primeiras medidas na presidência americana seria expulsar pessoas vivendo ilegalmente no país.

IG

Deixe seu comentário