header top bar

section content

Defesa de Cunha tem 5 dias para formular perguntas a Temer

Presidente foi arrolado como testemunha de defesa do ex-deputado

Por Estagiário

17/11/2016 às 08h30 • atualizado em 17/11/2016 às 00h33

© Reuters

A defesa do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) deve apresentar as perguntas para o depoimento do presidente da República, Michel Temer, como sua testemunha, em até cinco dias. A determinação é do juiz federal Sérgio Moro, que está à frente das investigações da Lava Jato.

Além de Temer, o ex-ministro Guido Mantega e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), foram arrolados como testemunhas pelos advogados de Cunha. As informações são do G1.

O ex-deputado está preso na carceragem da Polícia Federal (PF), em Curitiba, desde o dia 19 de outubro. Ele foi preso em Brasília.

Quanto a Mantega, o juiz pediu para que seja expedida uma precatória ou que se aproveite a data da videoconferência, que será realizada em São Paulo. Ele também é investigado na Lava Jato. Eduardo Paes também deve ser ouvido por videoconferência.

Notícias ao Minuto

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula