Brasil
17/11/2016 às 16h33

postado por: Estagiário

Rosinha critica prisão do marido e ameaça: ‘muita coisa vai explodir’

' Isso tudo é retaliação porque ele entregou na PGR um documento com mais de mil folhas com provas contra o ex-governador Sérgio Cabral, contra Pezão, contra o presidente da Alerj', contou Rosinha

© Reuters

Rosinha Garotinho, mulher de Anthony Garotinho e prefeita de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, criticou a prisão do marido em entrevista a uma rádio gaúcha, nesta quinta-feira (17).

A mulher de Garotinho disse que a prisão se deu porque ele está denunciando “muita gente grande” e que “tem muita coisa ainda que vai explodir”.

“Isso tudo é retaliação porque ele entregou na PGR um documento com mais de mil folhas com provas contra o ex-governador Sérgio Cabral, contra Pezão, contra o presidente da Alerj e outras pessoas de outros poderes que ele denunciou, tudo com provas”, disse Rosinha.

Segundo o G1, a prefeita de Campos dos Goytacazes disse que a prisão de Garotinho foi decretada por conta do programa social Cheque Cidadão e que não houve roubo.

“O Garotinho foi preso não por roubo, não por enriquecimento ilícito. É por alimentar o povo pobre. É diferente do Cabral. É diferente de outras pessoas que serão presas porque estão envolvidas na Lava Jato”, explicou Rosinha. “O nosso candidato em Campos perdeu a eleição. E aí ele (Garotinho) é acusado de compra de votos de Cheque Cidadão, de um programa que nós temos há muito tempo. Diferente do Sérgio Cabral, que foi preso hoje, diferente de outras pessoas que foram presas porque estão nas delações da Lava Jato do Brasil”, completou.

Rosinha aproveitou a oportunidade para criticar a forma que a condução da Lava Jato está sendo feita pela Polícia Federal. “Eles estão fazendo uma investigação, mas que não tem uma prova concreta até hoje”.

Notícias ao Minuto

Deixe seu comentário