header top bar

section content

‘Saio de cabeça erguida’, diz Clarissa Garotinha sobre expulsão do PR

Deputada federal lamentou afastamento e citou "diferença de tratamento" entre ela e colegas de legenda

Por Estagiário

23/11/2016 às 14h30 • atualizado em 23/11/2016 às 14h06

© Nilson Bastian/ Câmara dos Deputados

A deputada federal Clarissa Garotinho, cuja expulsão do PR foi anunciada nesta segunda-feira (21), disse sair com “cabeça erguida” da legenda. A justificativa do partido para expulsar a parlamentar seria seu voto contrário à oposta de Emenda Constitucional (PEC) do teto dos gastos públicos.

Em nota enviada ao G1, a parlamentar disse estranhar “a diferença de tratamento em relação a outros parlamentares do partido”. O pivô da expulsão seria o deputado Vinícius Gurgel, apontado por Clarissa como aliado do deputado cassado Eduardo Cunha.

“Gurgel é aquele acusado de permitir a fraude de sua assinatura no Conselho de Ética da Câmara para beneficiar [Eduardo] Cunha e logo depois ter alegado que a letra estava diferente porque assinou o documento bêbado”, acusou ela.

“Saio de cabeça erguida, com a certeza de que sempre trabalhei para o crescimento do partido, mas não poderia contrariar minhas convicções em defesa do povo brasileiro. Informo que tenho recebido convites de outras legendas, que serão analisados em momento oportuno”, concluiu a parlamentar.

Notícias ao Minuto

CASOS QUASE PERDIDOS

VÍDEO: Médico cajazeirense relata ‘milagres’ na sala de cirurgia que ‘resgataram’ pacientes da morte

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

A divindade de Cristo e do Espirito Santo é bíblica? Programa Evangélico tira dúvidas em relação ao tema

EX-POLICIAL MILITAR

VÍDEO: Antes de virar pastor, ex-policial diz que matava pessoas porque resolveu “tomar o lugar de Deus”

CRISE EMOCIONAL

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar debate sobre ansiedade e depressão em estudantes universitários