Brasil
29/11/2016 às 14h34

postado por: C. Campelo

Zagueiro é resgatado, lateral tem fratura em vértebra, goleiro reserva tem perna amputada e a morte de Danilo

Guillermo Molina afirma que goleiro da Chape é o único resgatado com vida que não resistiu. Neto, Follmann, Ruschel, Henzel e comissária de bordo seguem internados

O zagueiro Neto (Hélio Zampier Neto) é levado de maca após chegar à clínica San Juan de Dios em La Ceja, na Colômbia (Foto: Luis Acosta/AFP)

O zagueiro Hélio Zampier Neto foi resgatado com vida do avião que transportava a delegação da Chapecoense. Por volta das 9h40 (horário de Brasília), a equipe médica do Hospital San Juan de Dios, em La Ceja (Colômbia), recebeu o jogador

No início da tarde, o diretor médico da Clínica San Juan de Dios, Guillermo Molina Mesa, falou para o Canal colombiano “Telemedellín” sobre a situação de Neto.
“Paciente com hematoma craniano, não sabe se é fratura, e no abdômen e tórax. O estado dele é crítico, vamos esperar a evolução. No caso dele, foi encontrado vivo na madrugada, quando diziam que não havia mais sobreviventes. É um jogador com grande porte físico, aguentou o impacto, o inverno, o aguaceiro… Esperamos que com a tecnologia médica a capacidade do corpo resista ao procedimento cirúrgico”, disse o médico.

Mais tarde, por volta das 14h50 (horário de Brasília), Mesa disse em entrevista à GloboNews que Neto passava por cirurgia com intervenções de neurologista, otorrinolaringologista, cirurgia geral e ortopedia.

O jogador Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel também passaram por cirurgia. O lateral foi transferido para um outro hospital e Henzel está na UTI, em condição estável, segundo Mesa.

O diretor da clínica San Juan de Dios de la Sierra, na Colômbia, que recebeu parte dos sobreviventes do acidente, disse que a morte do goleiro Danilo foi confirmada após ele ter sido resgatado com vida. Guillermo Molina informou ao “Seleção SporTV” ter sido avisado do óbito do jogador pelo Hospital San Vicente, para onde também foi levado o goleiro Jackson Follmann, que teve de amputar uma das pernas. Molina destacou, no entanto, que Follmann e outros quatro sobreviventes seguem internados: o zagueiro Neto, o lateral Alan Ruschel, o jornalista Rafael Henzel e a comissária de bordo Jimena Suárez.

– Dos seis sobreviventes da tragédia, nossa clínica recebeu três pacientes. A clínica Sommer recebeu uma auxiliar de voo, que está bem, de nome Jimena. O Hospital San Vicente, de Rio Negro, recebeu Jackson e Danilo. Segundo informações do hospital, Danilo faleceu. Jackson, entendi que lhe tiveram que amputar um membro inferior – disse.

o goleiro Jackson Follmann teve uma das pernas amputadas em decorrência do acidente. A informação é da repórter Lívia Laranjeira, do SporTV. Além do jogador de 24 anos, outros dois atletas do elenco da equipe catarinense estão internados em hospitais da região: o zagueiro Neto e o lateral Alan Ruschel. Em função do acidente, a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional foi suspensa. O primeiro jogo seria disputado nesta quarta.

G1

Deixe seu comentário