header top bar

section content

Cidade do Ceará decreta estado de calamidade financeira; dívida é de R$ 40 mi

A dívida é equivalente a 25% do orçamento anual da cidade, que tem 85 mil habitantes

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

08/01/2017 às 13h48

Prefeito decretou crise em cidade (Foto: Prefeitura de Quixadá/Divulgação)

A crise econômica no país parece não só ter afetado alguns estados brasileiros, como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. A cidade de Quixadá, no interior do Ceará, decretou estado de calamidade financeira. A dívida do município está na casa dos R$ 40 milhões, o que equivale a 25% do orçamento anual da cidade, que tem 85 mil habitantes.

“Fica decretada a situação de calamidade financeira no âmbito do Município de Quixadá em razão do crescente déficit financeiro decorrente do histórico crescimento de despesas para as quais as receitas originarias, derivadas e transferidas têm sido insuficientes dado o severo momento econômico mundial e nacional”, explicou o prefeito recém-empossado de Quixadá, Ilário Marques (foto).

Em 2016, acrescentou o prefeito, 60% do orçamento do município foi destinado ao pagamento do funcionalismo público, incluindo gastos com gratificações e horas extras, o que agravou a situação financeira da cidade.

Ainda de acordo com o titular da pasta, o “excesso” de gastos com o setor foi uma “omissão das duas últimas gestões na arrecadação própria, estabelecendo uma situação financeira que tem provocado dificuldade no Município inclusive para efetuar pagamento dos servidores públicos”.

Notícias ao Minuto

CASOS QUASE PERDIDOS

VÍDEO: Médico cajazeirense relata ‘milagres’ na sala de cirurgia que ‘resgataram’ pacientes da morte

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

A divindade de Cristo e do Espirito Santo é bíblica? Programa Evangélico tira dúvidas em relação ao tema

EX-POLICIAL MILITAR

VÍDEO: Antes de virar pastor, ex-policial diz que matava pessoas porque resolveu “tomar o lugar de Deus”

CRISE EMOCIONAL

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar debate sobre ansiedade e depressão em estudantes universitários