header top bar

section content

Seca: situação de emergência é mantida em 153 cidades do Rio Grande do Norte

Medida assegura o repasse de apoio federal para os municípios atingidos pela seca

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

14/04/2017 às 08h00 • atualizado em 13/04/2017 às 20h23

Seca afeta o estado do Rio Grande do Norte (Foto: Reuters)

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, renovou o reconhecimento de situação de emergência de 153 municípios do Rio Grande do Norte afetados pela seca.

A medida publicada nesta quinta-feira (13), no Diário Oficial da União (DOU), vai assegurar que as regiões continuem recebendo apoio federal para ações de socorro, assistência e restabelecimento de serviços essenciais.

A Operação Carro-Pipa, por exemplo, é uma das ações emergenciais do governo federal para garantir o abastecimento de água à população potiguar. Nos três últimos meses, o Ministério da Integração destinou cerca de R$ 25,6 milhões à operação no Rio Grande do Norte.

A portaria permanece em vigor por 180 dias. Inicialmente, a situação de emergência dessas cidades foi reconhecida em novembro do ano passado.

O reconhecimento federal é condição indispensável para obter apoio material e financeiro da Defesa Civil Nacional. Também é necessário apresentar um Plano Detalhado de Resposta (PDR). Os pedidos são feitos por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID). Equipes técnicas da Sedec analisam os processos e, assim, o ministério define o valor a ser disponibilizado. Com informações do Portal Brasil.

Notícias ao Minuto

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor