header top bar

section content

Alunos da rede pública de SP recebem ovos de Páscoa com larvas

A entrega dos chocolates foi feita para alunos da rede pública municipal. A doação foi do Fundo Social de Solidariedade.

Por Priscila Belmont

15/04/2017 às 18h20 • atualizado em 15/04/2017 às 17h08

Ovo com mofo entregue a aluno da rede pública de Bertioga (Facebook/Reprodução)

Moradores de Bertioga, no litoral de São Paulo, denunciaram que a prefeitura do município distribuiu nos últimos dias ovos de Páscoa estragados a crianças que estudam em escolas da rede pública. As denúncias foram divulgadas em redes sociais, com fotos e vídeos de alguns ovos com mofo e até larvas.

Mãe de um estudante da rede pública da cidade, Juliana Santos postou na última quinta-feira no Facebook um depoimento, acompanhado de vídeo, em que relata o que ocorreu com seu filho. “Ao chegar em casa, meu filho abriu o ovo e disse que estava com gosto estranho, então eu disse para ele não o comer. Fui olhar e vi que veio com algo a mais, tinha larvas e estava mofado o ovo. Decerto estava até vencido, mas nem lembrei de olhar.”

Outras mães de alunos da rede pública de Bertioga relataram o mesmo problema, como Caroline Souza, que publicou uma foto do ovo que seu filho recebeu, claramente com mofo. “É uma vergonha isso”, escreveu ela, também no Facebook.

A prefeitura de Bertioga informou na tarde deste sábado que a responsabilidade pelos ovos estragados é da empresa fabricante, cujo nome não foi revelado. “Após tomarmos conhecimento do problema, estamos fazendo uma grande busca para identificar o fabricante. Feito isso, o Departamento Jurídico da Prefeitura vai acionar os responsáveis”, informou a prefeitura, por meio de uma nota oficial.

Ainda segundo a administração municipal, cerca de cinco mil ovos foram recebidos como doação pelo Fundo Social de Solidariedade de Bertioga, órgão da prefeitura, todos tiveram a data de validade checada e apenas dez apresentaram problemas. “Em nossa cidade, as crianças da escola são tratadas com muito carinho, a gente faz um esforço muito grande para que essas crianças tenham vontade de vir para a escola e tenham uma Páscoa feliz. Ficamos indignados que um fabricante tenha fornecido chocolate estragado. Isso é inadmissível!”, afirmou a prefeitura, que garantiu que vai substituir imediatamente os ovos estragados.

Veja

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!

XEQUE-MATE

VÍDEO: Vereador de Cajazeiras e educadores esclarecem polêmicas sobre a identidade de gênero nas escolas

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018