header top bar

section content

Polícia apreende 147 adolescentes por cumprimento de mandado em João Pessoa

A ideia é que tudo seja conduzido com caráter educativo”, disse o delegado.

Por

07/01/2016 às 15h29

A Polícia Civil da Paraíba, por meio de uma força-tarefa desenvolvida pela Delegacia da Infância e Juventude (DIJ) da Capital, cumpriu nos últimos seis meses do ano passado 147 mandados de busca e apreensão de adolescentes. A unidade especializada é responsável pela apuração de crimes cujos autores estejam na faixa etária entre 12 e 18 anos. Durante todo o ano passado, foram instaurados 928 procedimentos na delegacia, que em 2015 ganhou mais uma equipe formada por delegado, agentes de investigação e escrivães para a realização do trabalho.

De acordo com o titular da especializada, Gustavo Carletto, a delegacia, ao divulgar esse número de apreensões, demonstra seu compromisso com a adoção legal das medidas sócio-educativas. “Esses mandados de busca e apreensão são usados como instrumento da Justiça, de forma que levam os jovens a ficarem em locais apropriados ou então a retornarem ao convívio da família. A ideia é que tudo seja conduzido com caráter educativo”, disse o delegado.

Os jovens apreendidos cometeram diferentes infrações que se encaixam nos mais diversos tipos penais, a exemplo de homicídios, latrocínios e ainda do tráfico de entorpecentes. Segundo Gustavo Carletto, muitos desses mandados foram cumpridos após a análise das informações repassadas pela população via o número 197 – o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e Defesa Social (Seds).

Para a titular da 1ª Delegacia Seccional da Polícia Civil, que abrange a Zona Norte de João Pessoa, delegada Emília Ferraz, o trabalho desenvolvido pela especializada é responsável, equilibrado e sempre pautado pela lei. “Por se tratar de adolescentes, é importante ressaltar que toda e qualquer medida tem o propósito educativo, seja ele voltando para casa, para o seio familiar, seja o encaminhamento para abrigos. Temos o cuidado de garantir o direito desses jovens, dando a oportunidade de se afastarem da criminalidade”, finalizou Emília Ferraz. 

Da Assessoria

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor