header top bar

section content

Raimundo Lira homenageia povo da Venezuela: Vitória da oposição consolida a democracia no Continente Americano

Raimundo Lira considerou a vitória da oposição “um evento extremamente importante” para o Congresso Venezuelano.

Por

09/12/2015 às 14h56

Raimundo Lira homenageia povo da Venezuela

Em pronunciamento na tribuna do Senado Federal, o senador Raimundo Lira (PMDB) parabenizou o povo da Venezuela por ter votado “com independência e liberdade”, nas eleições parlamentares do último domingo (6), visando “consolidar a democracia na Venezuela”.
 
Lira reafirmou que a vitória da oposição na Venezuela, assim como a recente eleição na Argentina, foi realizada de forma independente e com liberdade, o que, segundo ele, amplia esta consolidação da democracia em todo o Continente Latino Americano.
 
“Inicialmente gostaria de parabenizar o povo da Venezuela, que votou com independência, com liberdade, para manter, de uma forma viva, a democracia naquele País” parabenizou Raimundo Lira, que se notabiliza como democrata e defensor da liberdade plena. Raimundo Lira considerou a vitória da oposição “um evento extremamente importante” para o Congresso Venezuelano.
 
Homenagem
No mesmo discurso, Raimundo Lira prestou uma homenagem a Geraldo Vandré, compositor e cantor paraibano, que completou recentemente 80 anos, “um paraibano que fez história na Paraíba e no Brasil”. Durante o pronunciamento, Lira lembrou que Vandré recebe homenagem em João Pessoa esta semana, pelo transcurso da data.
 
“Ele pode ter a consciência tranquila de que desempenhou, de uma forma altaneira e importante, um papel na construção da história da Paraíba e do Brasil”, disse Lira. Para o senador paraibano, Vandré esteve presente com sua participação “nos momentos em que o Brasil mais precisava de uma voz, de um artista com profunda sensibilidade social e política”, afirmou o senador.
 
Geraldo Vandré compôs e defendeu em um festival de música a canção Prá não Dizer que não Falei das Flores, que ficou conhecida como ‘Caminhando e Cantando e Seguindo as Canções’ e se tornou o hino da luta contra a ditadura militar. Ele também compôs, entre muitas outras canções, Disparada, com Theo de Barros, defendida em um festival de música por Jair Rodrigues.
 
Assessoria de Imprensa

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor