header top bar

section content

Relatório não pede que pessoas parem de comer carnes processadas, diz OMS

"A avaliação da IARC confirma a recomendação feita pela OMS em 2002 no relatório 'dieta, nutrição e a prevenção de doenças crônicas', que aconselha pessoas a moderarem o consumo de carne em conserva"

Por

30/10/2015 às 17h35

A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu comunicado esclarecendo que o relatório da Agência Internacional para Pesquisa do Câncer (IARC) não pede para que pessoas parem de comer carnes processadas. Na nota, a instituição ressalta que o documento indica que "reduzir o consumo destes produtos pode minimizar os riscos de câncer colorretal". O relatório foi produzido a partir de pesquisa sobre a ligação entre o consumo de carne vermelha e processada e a incidência da enfermidade em seres humanos.

"A avaliação da IARC confirma a recomendação feita pela OMS em 2002 no relatório 'dieta, nutrição e a prevenção de doenças crônicas', que aconselha pessoas a moderarem o consumo de carne em conserva para reduzir o risco de câncer", afirma a organização internacional.

A OMS ressalta que dispõe de um grupo de especialistas que avaliam regularmente as ligações entre dietas e enfermidades e que no início de 2016 os estudiosos vão estudar implicações para a saúde pública à luz das últimas pesquisas. O objetivo é colocar as carnes processadas e vermelha em perspectiva, dentro de uma dieta que, no geral, é tida como saudável.

O fato de que a pesquisa da OMS isolava o hábito de consumo e o ligava ao câncer foi criticado por produtores nos Estados Unidos. A Associação Nacional da Carne Bovina e dos Pecuaristas (NCBA, na sigla em inglês) buscou pesquisadores para contestar o resultado. 

"Dadas as fracas associações em estudos em humanos e a falta de evidências em pesquisas com animais, é difícil reconciliar com o voto do comitê", afirma o toxicologista nutricional, James Coughlin, em nota da NCBA. "Dos mais de 900 itens que a IARC analisou, incluindo café, luz solar e jornadas de trabalho noturnas, eles encontraram apenas um elemento que 'provavelmente' não causa câncer, segundo o seu próprio sistema de classificação", acrescenta.

R7

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan