header top bar

section content

Diácono de igreja evangélica é preso suspeito de estuprar enteada de 13 anos na Paraíba

Suspeito é padrasto da vítima e abusos começaram quando a menina tinha 11 anos. Vítima disse à polícia que era ameaçada pelo homem

Por

22/10/2015 às 09h40

O autor do crime disse, na saída do julgamento, que a vítima real do casa foi ele que teve a reputação arruinada. (Foto ilustrativa)

Um diácono de uma igreja evangélica foi preso, na noite dessa quarta-feira (21), suspeito de abusar sexualmente da enteada, uma adolescente de 13 anos. Ele foi autuado em flagrante e vai responder judicialmente por estupro de vulnerável.

A mãe da menina, que vivia com o suspeito há nove anos, foi quem denunciou o crime à polícia. De acordo com a delegada Conceição Casado, a mulher saiu para trabalhar na tarde dessa quarta-feira, mas no caminho percebeu que havia esquecido o carregador do celular em casa e voltou para pegar o aparelho.

"Quando a mulher chegou em casa, encontrou o seguinte cenário: o companheiro estava se vestindo em um quarto e a filha, em outro cômodo, só de calcinha. Ela estranhou, mas prudentemente foi trabalhar como se não tivesse percebido nada. Ao voltar do trabalho, por volta das 18h30, o companheiro ainda estava em casa. Ela esperou ele ir para uma igreja evangélica onde é diácono para conversar com a filha. Ao ser questionada, a menina revelou todos os abusos sofridos", explica a delegada.

Ainda segundo a autoridade policial, a vítima disse que vem sendo estuprada pelo padrasto desde os 11 anos e era ameaçada por ele, o que fez ela se manter calada diante da violência sexual. "Ao ficar sabendo de toda a história a mãe começou a gritar, o que chamou atenção de uma vizinha, que contou que já tinha desconfiado do padrasto da menina. Nesse momento a mãe da adolescente pediu para que chamassem a polícia e a vizinha aceitou ser uma das testemunhas do flagrante". 

Depois de acionar a polícia, a mulher e a vítima ficaram escondidas na casa de vizinhos. "Quando o suspeito chegou em casa não estavam nem a menina, nem a companheira dele. Um tempo depois, a polícia chegou e ele tentou fugir. Pulou muros e subiu no telhado de uma casa vizinha, mas acabou preso em flagrante", completa a delegada.

Diário do Sertão com Portal Correio

Tags:
RELIGIÃO

VÍDEO: Padre da região de Patos fala sobre promessa de cura e restauração em missas: “Quem cura é Jesus”

NO ACÚSTICO DIÁRIO

VÍDEO: Músico que foi atingido por um tiro em São José de Piranhas se emociona ao relatar o fato

NESTE FIM DE SEMANA

VÍDEO: Comerciante africano traz a Cajazeiras feira popular de São Paulo que vende pela metade do preço

DIRETO AO PONTO

Nutricionista sousense fala sobre a hipertensão e ensina receita de sal de ervas