header top bar

section content

Mãe abandona bebê dentro de sacola em frente a Igreja com carta pedindo perdão

Recém-nascida foi deixada em Palhoça, SC, com carta escrita pela mãe.

Por

19/06/2015 às 07h24

Carta deve ajudar a Polícia Civil na investigação (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

A carta encontrada com a recém-nascida abandonada em frente ao altar de uma igreja de Palhoça, na Grande Florianópolis, trouxe um depoimento da mãe para o bebê. No texto, assinado por 'mamãe', é descrito que a família da menina não teria condições de criá-la.

A 'despedida' escrita com caneta em uma folha de caderno, ainda diz à menina que se chama Valentina, "Espero que me perdoe um dia".

A bebê foi deixada dentro da Igreja Matriz de Palhoça no início da tarde de quarta-feira (17). A menina estava em uma bolsa em frente ao altar. Na carta escrita a caneta em um papel pequeno de caderno, a susposta mãe lamenta ter que deixar o bebê no local.

Um homem encontrou a criança que tinha dois dias de vida. Ela foi levada para o Hospital Regional São José e passa bem.

A delegada regional de Palhoça, Beatriz Ribas dos Reis afirma que o documento pode ajudar a identificar os pais da criança. "Havendo suspeitos, podemos fazer comparação de grafias", afirmou.

Carta 
Na quarta-feira (17), a Polícia Militar encaminhou a carta à delegacia. O texto, assinado por mamãe diz:

"Querida filha: Minha Valente! Minha Valentina. Só Deus sabe a dor que estou sentido em te deixar aqui. Mas simplesmente não tenho condições de te criar, já tenho mais irmãos seus que sustento com muito sacrifício. Espero que aqui você encontre uma família acolhedora que vá poder te dar um futuro digno, estudo e principalmente, muito amor. Saiba que te amo e vou orar por você todos os dias da minha vida, até o fim dela. Espero que me perdoe um dia. Fixa com Deus. Mamãe"

Adoção
Segundo o Conselho Tutelar de Palhoça, a bebê foi levada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Regional São José. A menina de três dias estava com o umbigo ainda inflamado, conforme o Conselho. A criança passa bem.

De acordo com o Conselho, a menina deve ser encaminhada para adoção. "O Ministério Público que nos avisou que ela deve sair do hospital direto para adoção, sem passar por abrigo. Não nos deram previsão de alta, mas tem que aguardar alguns exames, que a mãe deveria ter feito no pré-natal, ficarem prontos", afirma a conselheira Nazarete Borges.

Segundo ela, não foram encontrados registros da menina em cartórios ou maternidadse. "O médico que atendeu a bebê disse que ela nasceu em casa, ele verificou pelo umbiguinho", explica Nazarete. "Não houve denuncia, ninguém nos procurou. Talvez os familiares nem saibam", afirma.

Investigações
Segundo a sacristã da Igreja Matriz de Palhoça, Lenir Hilleshein, um homem foi quem encontrou o bebê. Ele deve ser ouvido pela Polícia Civil na sexta (19).
De acordo com a delegada regional de Palhoça, até a tarde desta quinta, o homem era a única testemunha. "Vamos também tentar analisar imagens de comércios próximo ao local", afirmou a delegada.

Beatriz explica que o Conselho Tutelar registrou o boletim de ocorrência sobre o abandono da criança na tarde desta quinta-feira (18). "O inquérito será instaurado. A gente busca informações para tentar identificar quem são os pais da criança". A Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso de Palhoça está responsável pela investigação.

G1

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!

ENTREVISTA

VÍDEO: Artista sousense que impressionou o público com suas pinturas fala sobre sua obra e trajetória