header top bar

section content

No Brasil 70% dos enfermeiros não se sentem seguros no trabalho, diz pesquisa

Segundo presidente do Cofen, falta segurança em todos os serviços públicos de saúde

Por

09/06/2015 às 08h10

Segundo o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) 70% dos enfermeiros, do pais, não se sentem seguros no trabalho.

“A gente fica até aliviado quando o plantão acaba e só ouviu as ofensas de sempre, como ‘vagabundo, eu pago o seu salário’. Isso já virou rotina, nos acostumamos.” relata enfermeiro que trabalha há 11 anos no hospital público.

A pesquisa reuniu 1,8 milhões de enfermeiros, técnicos e auxiliares, e mostra que um quinto dos trabalhadores relata a existência de violência no trabalho, sendo a principal a violência psicológica. Foram entrevistados 36 mil profissionais dos 27 estados brasileiros, por meio de um questionário eletrônico.

“Assumi o plantão sozinha ás 18h. Duas colegas tinham faltado e a emergência estava lotada. Uma senhora que estava esperando desde às 16h se irritou com a demora, me chamou de vagabunda e me agrediu” conta a auxiliar de  enfermagem que trabalha na Unidade de Pronto Atendimento no Grande ABC paulitas, a qual se encontrava com arranhões no pescoço.

Segundo presidente do Cofen, falta segurança em todos os serviços públicos de saúde.

O fato da população está insatisfeita com o Sistema Público de Saúde faz com que os mesmos descarreguem toda essa insatisfação no profissional da enfermagem.

Folha de S. Paulo

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan