header top bar

section content

Em lágrimas mãe de Eliza Samudio detona Bruno: “Esse pai foi mau o tempo inteiro”

Dona Sônia também confessa que precisa de paz para “criar o neto com dignidade”

Por

20/03/2015 às 08h16

Sônia de Fátima Moura, mãe de Eliza Samudio, chora em entrevista. Foto/ Reprodução

A mãe de Eliza Samudio, Sônia de Fátima Moura, teve a oportunidade de assistir às declarações do presidiário e de quem, segundo a justiça, foi condenado pela morte da filha dela, em entrevista à Gugu Liberato.

Em um dos momentos emocionantes da entrevista, dona Sônia não resiste e vai às lágrimas ao falar do neto, Bruninho, filho de Eliza e, de acordo com processo, também de Bruno.

"Em momento nenhum. Ele foi dissimulado e todo momento foi mentiroso. A mala da Eliza foi achada onde? Queimada no sítio dele. Outra coisa: as sandálias, os óculos foram achados dentro do carro. Ele fala na entrevista que passou dez dias com meu neto e não sabe onde ela está? Ele premeditou, ele mandou. O meu neto está vivo graças à mão de Deus porque o meu neto era para ser exterminado, assim como exterminaram a vida da minha filha. Deus permitiu que isso não acontecesse". Disse.

Sônia ainda desabafou: 

— Eu só queria paz. Só quero paz para criar o meu neto. Eles não me dão. Preciso de paz para poder criar o meu neto com dignidade. Para mostrar o caminho a seguir e não mostrar esse pai. Esse pai não é modelo pra ninguém. Ele foi mau o tempo inteiro. Não é porque passou quatro, cinco anos na cadeira que vai ficar bonzinho agora.

R7

Tags:
PARA A ETERNIDADE

VÍDEO: Programação de 70 anos do Atlético começa com exposição histórica que promete encantar Cajazeiras

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa