header top bar

section content

Governo do Estado apoia torneio de futebol amador em Arara

O troféu de campeão levará o nome do secretário de Juventude, Esporte e Lazer, Tibério Limeira, e o do vice será em homenagem ao Padre Gaspar.

Por

22/05/2014 às 16h23

Governo do Estado apoia torneio. Veja!

O primeiro torneio de futebol amador em 2014 da cidade de Arara, localizada no Brejo paraibano, vai acontecer neste sábado (24), a partir das 14h, no estádio Josélio Souza. A competição, que conta com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), será um quadrangular disputado entre as equipes do Santa Fé e Atlético, representando a zona urbana, e Guarani e Palmeiras pela zona rural.

O troféu de campeão levará o nome do secretário de Juventude, Esporte e Lazer, Tibério Limeira, e o do vice será em homenagem ao Padre Gaspar. “Os desportistas de Arara tiveram a ideia de prestar essa homenagem ao secretário Tibério devido ao grande trabalho que está sendo desenvolvido, onde o esporte está sendo descentralizado para os municípios também que não são considerados de grande porte”, disse o coordenador do torneio, Pedro Nunes.

O secretário garantiu presença no evento e premiação a todos os participantes. “Ao lado de toda equipe técnica da Sejel, marcarei presença em Arara, pois é uma cidade que vem mostrando uma grande empolgação para sediar um evento esportivo. O importante é que todos os participantes terão o direito a receber uma premiação, que visa mostrar o espírito olímpico que destaca que o importante é competir”, frisou Tibério.

Da secom

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula