header top bar

section content

Não tem ar-condicionado: Calma, há outras soluções para não morrer de calor em casa

Uma das dicas mais valiosas é ter plantas não só na sala, mas também no quarto, pois elas aumentam a umidade e facilitam a circulação do ar

Por

18/02/2014 às 08h57

Uma parede de plantas para amenizar o calor

Quem não tem ar condicionado em casa — seja pelo valor do aparelho ou do peso na conta de luz, ou porque não gosta do ar ressecado e acha que o frio faz mal à garganta — sofre com o calor. Mas há outros meios para diminuir a temperatura da casa que vão além do banho de mangueira. Vidros que retêm os raios solares, trepadeiras na parede e jardins verticais são algumas das ideias.

Uma das dicas mais valiosas é ter plantas não só na sala, mas também no quarto, pois elas aumentam a umidade e facilitam a circulação do ar, orienta o arquiteto paisagista Benedito Abbud.

— A vegetação tem este poder de baixar a temperatura, pois a planta usa o sol para fazer a fotossíntese e isso umedece o ar. Elas tanto servem de barreira para os raios solares, quanto absorvem a energia solar. A sombra de uma árvore é mais fresca do que a de uma varanda — explica o arquiteto paisagista, acrescentando que o ideal é que sejam árvores, mas qualquer planta já ajuda. — Pode ser também uma trepadeira na parede externa da casa ou uma pérgola.

Vidro, tinta e jardins suspensos como soluções

A ideia é muito boa, mas para quem mora em apartamento, nem sempre dá para cobrir a parede externa de plantas, a não ser que o condomínio concorde. Neste caso, Abbud sugere varandas verdes ou jardins verticais. Uma das empresas que faz isso é o GreenWall Ceramic, que cria painéis onde é possível cultivar na parede plantas comuns e até mesmo ter uma horta.

Além das verdinhas, há produtos hoje em dia no mercado que ajudam a diminuir a sensação térmica. É o caso dos vidros e espelhos da linha Habitat, fabricado pela Cebrace, que, segundo a fabricante, são capazes de barrar até 70% do calor e 99,6% dos raios UV (se forem laminados).

Isso é possível porque eles recebem várias camadas de óxidos metálicos na superfície (como titânio e níquel). A luz continua a entrar na casa, mas o calor não. Sem o calor excessivo e a necessidade do ar-condicionado, a empresa estima uma economia na conta de energia de 15% a 30%.

E tem, ainda, as telhas térmicas, que reduzem em até 20% ou 10ºC a sensação de calor dentro de um lugar onde o produto é aplicado. Não há, ainda, muitas opções no Brasil, mas, de forma geral, a tecnologia consiste em impedir que os raios solares entrem na casa. Ou seja, as tintas têm componentes químicos que refletem mais a luz solar do que as comuns. É o caso da Sherwin Williams, que tem a Metalatex Eco Telha Térmica. Outra opção é comprar a telha já com estas características. A Basf e a AkzoNobel fabricam pigmentos refletivos, os quais são aplicados na fabricação de telhas.

Se ainda assim, o calor estiver intenso, vale uma solução “tabajara”: borrifar água contra o ventilador para o ar vai descer mais fresco e aumentar a umidade.

O GLOBO

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!