header top bar

section content

Bilhete premiado da Mega-Sena some e provoca discórdia entre irmãos

Na última sexta-feira, a Justiça determinou que a Caixa informe os nomes dos apostadores que receberam o prêmio

Por

23/12/2013 às 14h49

De um lado, José: "O meu bilhete não saiu de casa andando. E eu sou o ganhador. Tenho certeza e vou provar até o final".
Do outro, o irmão Rogério: "Nunca vi esse bilhete na minha vida".

Entre eles, um bilhete da Mega-Sena. José lembra bem como combinou os números.

Fantástico: O dez?
José: 10 eu joguei porque eu acho bonito, porque eu lembro de camisa 10.
Fantástico: 16?
José: 16 foi jogado assim aleatório pra cair no meio. 28 foi a idade da minha irmã, eu coloquei na horizontal caiu 48.
Fantástico: 33?
José: A idade de Cristo.
Fantástico: 53?
José: Falecimento do meu irmão.

E tem certeza de que foi um dos sorteados em 14 de setembro de 2013. Dois apostadores acertaram as seis dezenas: um de Guarulhos e outro de Ribeirão Preto. Cada um ficou com R$ 7,8 milhões.

“Comentei com ele: ‘Zé teve um ganhador da Mega-Sena de Ribeirão Preto’. Ele pegou e disse assim: ‘eu acho que eu joguei’. Como eu acompanho todos os resultados, eu guardo em planilha no computador, eu mostrei pra ele”, conta Rogério.

Depois dessa conversa, José ainda demorou três dias para verificar o bilhete que ele diz ter guardado em uma caixa dentro do armário do quarto. Só que quando abriu a caixa a aposta tinha desaparecido.

José: desmontei o painel do carro, cortei, estraguei o painel do meu carro. Fiz várias coisas.
Fantástico: Atrás do bilhete?
José: Atrás do bilhete. Ai eu ficava desesperado. Falava: ‘Meu Deus, o Senhor me deu o prêmio, em um momento difícil, como é que eu não acho?’.
Em 4 de novembro, quase dois meses depois do sorteio, José foi à polícia e deu queixa da perda do bilhete. Dias depois, acusou o irmão de furto.

“Foi o momento que eu suspeitei dele que ele disse pra mim que quem ganhou foi o tio da namorada dele”, revela José.

Rogério nega. “Não tio dela, parente. Era tio da esposa de um cara que trabalha com ela”, diz Rogério.

Segundo a Caixa Econômica Federal, o dinheiro do prêmio de Ribeirão Preto foi resgatado em 20 de setembro.

Na última sexta-feira, a Justiça determinou que a Caixa informe os nomes dos apostadores que receberam o prêmio.

Em nota, a Caixa diz que ainda não foi notificada da decisão judicial.

Fantástico: Você vem sendo ameaçado pelo seu irmão?
Rogério: Venho.
Fantástico: O que ele diz nessas ameaças pra você?
Rogério: Ele disse que eu era um verme, que eu não podia nascer, e que eu tava pesando na terra.

José: Tudo isso pra ele devolver e não chegar nesse ponto que chegou. Eu quero que ele devolva o que é meu, e vai devolver.
No meio dessa confusão toda, a gravação feita por uma câmera pode ajudar nas investigações. O irmão que se diz ganhador dos quase R$ 8 milhões revelou à polícia o dia e a hora em que esteve na agência lotérica, em Ribeirão Preto, de onde saiu o bilhete premiado. O delegado que investiga o caso já pediu à Justiça acesso às imagens.

“Se comprovar que ele tava no dia, local e horário realmente fazendo a aposta, e que se trata do bilhete ganhador, as evidências a favor dele são muito grandes. Então eu aguardo agora a resposta da Caixa Econômica Federal e da Lotérica, porque aí sim nós conseguimos montar esse quebra-cabeça”, explica Samuel Zanferdini, delegado.

Rogério: eu tenho até pena dele, porque eu vou provar a minha inocência.

José: Eu vou receber o meu dinheiro de volta e vou provar pra todo mundo.

Veja vídeo!

G1

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis