header top bar

section content

Aluno é condenado a dez anos de prisão por quebrar braços e dentes de professora

Ministério Público considerou que agressão foi tentativa de homicídio

Por

06/12/2011 às 14h08

O estudante de enfermagem que quebrou os dois braços e seis dentes da professora de uma escola técnica em Porto Alegre (RS), em novembro de 2010, foi condenado há dez anos de prisão.

O suspeito, de 24 anos, já está preso há mais de um ano. Ele teria agredido a professora por ficar revoltado ao tirar uma nota baixa em uma prova.

Após tomar conhecimento de sua nota, o rapaz utilizou uma cadeira de ferro para agredir a professora, de 57 anos. Os braços dela foram atingidos no momento em que tentou se defender. Mesmo depois de ela ter desmaiado, o estudante, que é lutador de jiu-jitsu, desferiu socos e chutes, quebrando os dentes da educadora. 

A professora que foi agredida foi a primeira a prestar depoimentos durante o julgamento. Ela disse que o jovem era um bom aluno, e que foi surpreendida pelo seu comportamento agressivo.

O estudante foi considerado culpado, pelo Ministério Público, por tentativa de homicídio com três agravantes: impossibilidade de defesa da vítima, motivo fútil e crueldade. 

Assista ao vídeo

R7

DIÁRIO ESPORTIVO

Confira o resumo da rodada no programa Diário Esportivo com Luiz Júnior

XEQUE MATE

VÍDEO: Carlos Antonio declara pela 1ª vez publicamente apoio a Júnior Araújo; “é cancela fechada”

NO CALDEIRÃO POLÍTICO NA TV

Advogado fala da profissão, discute política e diz que Luciano Cartaxo é favorito nas eleições de 2018

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com o Ministério de Louvor: Fonte de água da vida