header top bar

section content

Maranhão e Léo assinam Pacto de Redução da Mortalidade infantil

A assinatura do pacto, contará ainda com as presenças do Ministro da Saúde José Gomes Temporão e do Secretário de Saúde José Maria de França, que também assinarão o pacto.

Por

25/05/2009 às 23h50

O prefeito de Cajazeiras, Leonides Abreu, assinará na manhã desta terça-feira(26), ao lado do Governado Maranhão e do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, no Palácio da Redenção, em João Pessoa, o Pacto de Redução da Mortalidade Infantil, a ser firmado entre o Governo do Estado e município de Cajazeiras, além de mais 20 municípios paraibanos onde acontecem 52% do total das mortes de crianças menores de um ano de idade na Paraíba.

O governador José Maranhão e os prefeitos firmarão o termo de compromisso, tendo o ministro e o secretário estadual de Saúde, José Maria de França, como testemunhas do ato. O acordo prevê uma redução de 5% ao ano da taxa de mortalidade infantil, com uma série de ações a serem implementadas pelos governos.

Segundo dados parciais da Gerência de Respostas Rápidas da Secretaria de Estado da Saúde (SES), em 2007, morreram 1.094 crianças na Paraíba antes de completarem um ano de vida. Dessas mortes, 570 aconteceram nos municípios contemplados no pacto, que são: Alagoa Grande, Alhandra, Areia, Bayeux, Cabedelo, Cajazeiras, Campina Grande, Esperança, Guarabira, Itabaiana, João Pessoa, Juazeirinho, Mamanguape, Monteiro, Patos, Princesa Isabel, Queimadas, Santa Rita, Sapé, Sousa e Taperoá.

Cajazeiras teve em 2007, uma taxa de mortalidade infantil de 18,66, por cada mil nascidos vivos. A cidade já teve em 2002, o seu maior taxa de mortalidade infantil da sua história, 38,68, por cada mil nascidos vivo.

Em 2007, a taxa de mortalidade na Paraíba era de 18,39 mortes, para cada mil nascidos vivos. Os dados ainda estão sujeitos à alteração. “Não podemos aceitar que nossas crianças continuem morrendo por falta de assistência em saúde. O Estado está se comprometendo e dará todas as condições necessárias para que a meta seja alcançada e até superada. O Ministério da Saúde já se comprometeu a fazer a sua parte. Agora, é a vez dos municípios firmarem esse pacto, para que juntos possamos mudar essa realidade”, disse o secretário José Maria de França.

JOSELITO FEITOSA
Da Redação do Diário do Sertão
Com Assessoria

XEQUE-MATE

VÍDEO: Vereador de Cajazeiras e educadores esclarecem polêmicas sobre a identidade de gênero nas escolas

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente